domingo, 1 de outubro de 2017

(Paranaense) Invicto Caramuru e estreante Palmas vão se enfrentar na decisão

Após duas vitórias neste fim de semana e já classificado para a final com bastante antecedência o M.V.Selmer/Compagás/Caramuru encerra a fase classificatória do Campeonato Paranaense com o dobro de pontos a mais que o 2º colocado. Com a vitória de sábado por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/21 e 25/22, e na manhã deste domingo por 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/14 e 25/23, sobre a PM Foz/Pousada Cataratas, a equipe agora com sede em Ponta Grossa somou 36 pontos de forma invicta.

“Chegaremos fortalecidos na final depois dessas duas vitórias, com todo esse gás que a equipe teve mesmo com casos de lesões. O grupo se uniu muito nessa reta final e deu 100% na quadra nesses último dois jogos. Hoje conseguimos nos impor, principalmente no saque, nos dois primeiros sets e isso foi muito importante para o trabalho em conjunto”, destacou o técnico Victor Hillmann.

“Agora vamos começar a preparação para os Jogos Abertos e os Jogos Universitários. Infelizmente o Paranaense não dá mais. Sofremos muito com contusões e isso atrapalhou um pouco nossos planos, mas cabeça erguida e seguimos com o foco nessas outras duas importantes competições”, afirmou o capitão de Foz, Nivaldo.

Quem também estará na decisão é a surpreendente Fadep/Sudati/Palmas, que no sábado fez 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/22, 25/22, e no domingo aplicou novo 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/20 e 25/17, sobre o Telêmaco Borba/AVTB. O time da região sudoeste acabou somando 18 pontos, seis a mais que o PM Foz /Pousada Cataratas, e faz história por ser sua estreia na 1ª divisão estadual.

“Fizemos o dever de casa. Nossa missão era vencer essas duas partidas de 3 a 0 para fazer seis pontos e garantir a segunda melhor campanha. Agora estamos muito satisfeitos por chegar à nossa primeira final na elite do Paranaense e tendo a oportunidade de decidir o título com uma equipe bem estruturada como a de Castro que vai jogar a Superliga. Agora vamos curtir esse momento. A obrigação de vencer é deles, mas não vamos deixar barato e tentaremos fazer um bom jogo aqui, diante da nossa torcida, e depois fora de casa seja o que Deus quiser”, disse o treinador Cristiano Baniski.

“A equipe deixou a desejar. Cometeu muitos erros. Agora voltamos para casa e vamos trabalhar, usando toda a juventude dessa equipe para entrar mais forte nas próximas competições deste ano e focar também em 2018”, afirmou o técnico de Telêmaco Borba/AVTB Aldori Gaudêncio, que agora pensa na disputa da Taça Paraná.

foto: Otávio Colla/FPV

Nenhum comentário:

Postar um comentário