segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Sesc-RJ perde um jogo e ganha outro em amistosos diante do Personal Bolívar

Na última semana, Sesc-RJ e Personal Bolívar relizaram dois amistosos na Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), na Urca, Rio de Janeiro, com portões fechados. Na sexta-feira, os argentinos levaram a melhor vencendo por 4 sets a 0, parciais de 20/25, 23/25, 20/25 e 21/25, enquanto no sábado, os comandados de Giovane Gavio deram o troco fazendo 3 sets a 1, parciais de 25/20, 20/25, 25/23 e 25/17.

“Veja como é importante o emocional do jogo, você conversar um pouco. De ontem para hoje nós não treinamos nada. Acima de tudo, o importante é eles entenderem que a gente está construindo as coisas, que as coisas acontecem no seu devido tempo. Hoje foi um teste muito bom, a gente conseguiu suportar a pressão do saque deles e anular o atacante número seis (Penchev), que é um bom atacante. Nosso sistema de bloqueio e defesa funcionou. Mas é por aí, a gente tem que ter paciência e quando tiver uma boa oportunidade saber aproveitar”, observou o técnico Giovane Gávio.

“Nos primeiros amistosos é sempre um pouco estranho. É muita vontade e pouca paciência para aprender com os próprios erros. De Juiz de Fora saímos com um saldo positivo pelas vitórias, mas com muito ainda para crescer. Ontem (sexta-feira) chegamos com muita ansiedade e jogando contra um time de um nível maior. E hoje, com mais calma e contra esse mesmo time, conseguimos colocar em prática o que estamos treinando. Começamos sacando bem e passando bem, que foram os dois fundamentos que nos deram problemas ontem”, analisou o levantador Thiaguinho.

foto: Sesc-RJ/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário