sexta-feira, 15 de setembro de 2017

(Paulista) Por classificação nos playoffs, Vôlei Ribeirão recebe Vôlei Renata

Na abertura da 9ª rodada e última da fase classificatória do Campeonato Paulista – Divisão Especial, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão recebe o Vôlei Renata, neste sábado, às 17h, no ginásio da Cava do Bosque. Com cinco pontos e ocupando a 7ª colocação, os comandados de Marcos Pacheco precisam vencer para chegar as quartas de final, enquanto a equipe de Campinas, hoje no 3º lugar, com 15 pontos, tenta alcançar a vice-liderança.

Com apenas duas vitórias em sete jogos, o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão depende apenas de suas forças para chegar as quartas de final, porém todos sabem que a tarefa não será das mais fáceis. O técnico Marcos Pacheco aposta na força do saque, principalmente do central Giovanni, para fazer a diferença, além de criar oportunidades de contra-ataques.

“Construímos uma parceria entre torcida e time. É uma decisão importante para nós e essa parceria nos ajuda muito. Vamos lutar com intensidade em busca da vitória”, disse o técnico Marcos Pacheco, que viu o time ter um poder de reação para virar sobre a Climed/Atibaia na rodada passada.

Com cinco vitórias nos últimos seis jogos, o Vôlei Renata só perde nos critérios de desempate com o vice-líder Corinthians/Guarulhos. Para chegar com vantagem na fase seguinte dos playoffs, o técnico Horacio Dileo espera ver o time mostrando um ritmo forte de jogo, com bom desempenho no saque e posicionamento forte no bloqueio. E um dos destaques do time no Estadual, é o central Júnior.

“A evolução de uma partida para outra tem sido muito grande, conseguimos melhorar gradativamente. Por isto, a expectativa é manter o padrão, especialmente o que apresentamos na vitória contra Taubaté, e seguir crescendo (...) Acho que a equipe como um todo fez uma grande partida. Tivemos consciência tática e soubemos superar as dificuldades. Contra Vôlei Ribeirão não vai ser diferente. Vamos enfrentar um ginásio lotado, um time que também luta pela classificação e qualquer vacilo pode acabar nos complicando. Precisamos manter o mesmo nível de concentração e a pegada”, comentou o central Júnior. 

foto: FL Piton/CCS

Nenhum comentário:

Postar um comentário