sexta-feira, 22 de setembro de 2017

(Mineiro) Montes Claros supera Minas Tênis Clube e fará semifinal em casa

Emocionante, essa é a palavra que define o duelo entre Montes Claros e Minas Tênis Clube, que terminou com vitória do Pequi Atômico por 3 sets a 1, parciais de 27/25, 20/25, 25/21 e 25/18, no ginásio Tancredo Neves. O resultado confirmou os comandados de Chico dos Santos na vice-liderança, com dez pontos, enquanto a equipe de Belo Horizonte permanece na 3ª colocação, com três pontos.

O primeiro set foi bem equilibrado e a troca de pontos persistiu até o Minas Tênis Clube abrir 14 a 17, obrigando Chico dos Santos a pedir tempo técnico. A diferença diminuiu quando o Montes Claros melhorou no ataque e encostou: 20 a 22, o que obrigou Nery Tambeiro a solicitar uma parada. No final, o Pequi Atômico, apoiado pela torcida, mostrou recuperação, reagiu e fechou em 27 a 25.

A segunda parcial começou com o domínio do Minas Tênis Clube, mas o Pequi Atômico sempre no encalço do adversário. Igual ao primeiro set, os dois times defenderam muito, cometeram alguns erros de saque e o bloqueio fez a diferença. Os visitantes abriram vantagem quando o placar apresentava 11 a 16, obrigando o Montes Claros a mexer no time (saiu Zanotti e entrou Luan). Mesmo assim, o Minas Tênis Clube continuou abrindo a diferença no placar e fechou em 20 a 25.

O Montes Claros começou o terceiro set abrindo dois pontos, mas logo os visitantes empataram e viraram o jogo. Os donos da casa não desistiram e foram buscar o placar e voltaram comandar o set: 8 a 6, sendo que a força ofensiva fazia a diferença, o que deixou o placar em 13 a 9. O segundo pedido técnico Nery Tambeiro surtiu efeito e o Minas Tênis Clube encostou no placar: 15 a 13. Entretanto, os comandados de Chico dos Santos conseguiram segurar a pressão, abriram nova vantagem: 22 a 19 e fecharam a parcial em 25 a 21.

O quarto set começou quente com o Pequi Atômico abrindo vantagem em 6 a 3. Depois de bastante reclamação por parte do Minas Tênis Clube, o ponteiro Bob levou cartão vermelho e foi substituído em quadra. As reclamações sobre as marcações da arbitragem por parte dos visitantes continuaram, mas foi quando tudo se acalmou que o placar apresentava uma partida igual: 15 a 15. Na reta final, o Montes Claros empurrado pela boa distribuição de Sandro abriu vantagem e fechou o duelo em 25 a 18.

“Muito mérito para o Montes Claros. Entramos em quadra tranquilos, buscamos a vitória, mas não conseguimos. O time deles jogou muito. Eles souberam administrar a partida e fizeram por merecer a vitória. Apesar do resultado de hoje, o nosso time está em crescimento e vamos continuar a luta. Agora, é o Juiz de fora. Não conheço muito time, porque venho de algumas temporadas fora do Brasil, mas tenho certeza que serão jogos complicados”, comentou o levantador Marlon.

O Montes Claros espera agora seu adversário na semifinal, que acontecerá no dia 30 de setembro, às 17h, no ginásio Tancredo Neves. Já o Minas Tênis Clube enfrenta no dia 26 e 27, às 19h, o JF Vôlei, no ginásio da UFJF.

foto: Ascom/MOC VÔLEI

Nenhum comentário:

Postar um comentário