quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Sesc-RJ ganha novamente do JF Vôlei e vence Desafio Minas-Rio de Vôlei

Depois de oito semanas de trabalhos físicos e técnicos, o Sesc-RJ voltou às quadras e acabou conquistando o Desafio Minas-Rio de Vôlei. Depois de vencer a primeira partida contra o JF Vôlei na última quarta-feira, os cariocas ganharam novamente desta vez por 3 sets a 1, parciais de 25/20, 22/25, 16/25 e 2125, no ginásio da UFJF. Para os dois times, os amistosos serviram de preparação para os Estaduais e a Superliga.

Precisando da vitória para levar a decisão a um set que iria definir o campeão, o JF Vôlei iniciou a partida com muito volume de jogo e um ataque preciso. Foi superior ao seu adversário, vencendo a primeira etapa por 25 a 20. O segundo set foi muito equilibrado, os dois levantadores conseguiram distribuir bem as bolas e os ataques funcionavam. O Sesc-RJ venceu com uma diferença de três pontos: 22 a 25.

Com a partida empatada, o terceiro set começou com as duas equipes forçando o saque para dificultar o passe do adversário e, assim não permitir com que a bola chegue redonda aos atacantes. A estratégia deu certo para o Sesc-RJ, tanto que o time de Juiz de Fora começou a cometer falhas no ataque e perdeu o set por 16 a 25. O quarto set começou equilibrado, e o JF Vôlei esteve à frente do placar em alguns momentos, chegando a abrir três pontos de vantagem. Mas novamente não conseguiu colocar a bola no chão e viu o Sesc-RJ encostar e virar para 21 a 25.

“Os jogos foram de ótimo nível, o JF Vôlei é um time jovem e bem agressivo. Mas o Sesc-RJ se comportou bem, apesar de passar por alguns momentos de dificuldade, que são naturais nesses primeiros jogos depois que iniciamos os treinos. De um modo geral, foi bem produtivo. Agora vamos trabalhar em cima daquilo que precisa ser melhorado e potencializar aquilo que está bem”, observou o auxiliar-técnico Alegrete, que substituiu Giovane Gavio.

“Foram dois jogos muito equilibrados. Jogos que nós terminamos sempre com mais bloqueios que o adversário e nós trabalhamos muito bem a recepção diante de um saque tão agressivo. Eles foram melhores no ataque e isso foi determinante para a vitória deles nos dois jogos”, afirmou o treinador Henrique Furtado.

foto: Mônica Cury

Nenhum comentário:

Postar um comentário