quarta-feira, 26 de julho de 2017

Xodós da torcida, Rodriguinho e Vini chegam a quinta temporada em Campinas

Entra ano, sai ano e uma cena se repete pelos lados do ginásio do Taquaral: Rodriguinho levanta e Vini ataca pelo meio. No Vôlei Renata, na temporada 2017/2018, não será diferente. Xodós da torcida e líderes dentro de quadra, o central e o levantador vão para o quinto ano no time campineiro e se tornarão os atletas com mais tempo de casa. O hoje coordenador técnico, André Heller, por exemplo, atuou quatro temporadas consecutivas como jogador e acabará ultrapassado pela dupla.

Vini chegou na temporada 2013/2014 e logo cativou a torcida com seus saques potentes, bloqueios e entrega nos jogos. Não bastasse o carinho e admiração dos torcedores, o central também acumula resultados expressivos. Ele fez parte da equipe que faturou a Copa São Paulo de 2014, depois conquistou a prata no Paulista, em 2013, e chegou em três semifinais e uma final de Superliga. 

“Estar tanto tempo no mesmo time é marcante, mas o que me enche mais de felicidade é poder fazer isto em uma equipe sólida, que toda temporada briga para ficar entre os melhores. Certamente, nestes quase seis anos, o momento mais inesquecível foi quando chegamos na final da Superliga, na temporada 2015/2016. Foi gratificante para mim, não só como jogador, mas também como parte do projeto. Foi a coroação de todo um trabalho”, comentou Vini. 

Nascido em Campinas, Rodriguinho atuou três temporadas seguidas, saiu e retornou para comandar o ataque campineiro em 2016. O levantador chegou em 2011e logo colocou o time na decisão do Campeonato Paulista, um dos momentos mais marcantes para ele.

“Logo na minha primeira temporada aqui, a segunda do projeto, chegamos na decisão do Paulista. Foi marcante, com certeza. A última temporada também foi bem inesquecível, minha melhor em Campinas até agora. Conseguimos estar entre os quatro melhores, a torcida jogou junto. Foi incrível”, acrescentou o levantador, que esteve em duas finais de Paulista e duas semifinais de Superliga. 

Pelo tempo de casa e, claro, experiência, Rodriguinho e Vini receberam a missão de serem os comandantes do Vôlei Renata dentro de quadra na temporada como capitão e vice, respectivamente. A dupla também terá um papel importante no auxilio aos jovens que subirão das categorias de base. 

“Eu e o Rodrigo temos a responsabilidade de sermos a comunicação entre os atletas com o restante da estrutura, seja com diretoria ou comissão técnica. Pelos objetivos que temos na temporada, esta união é determinante para sermos ainda mais fortes”, explicou Vini. 

foto: Vôlei Renata/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário