sábado, 8 de julho de 2017

(Liga Mundial) Na busca pelo décimo título, Seleção Brasileira encara a França

Neste sábado, às 23h05min, a Seleção Brasileira enfrenta a França, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela decisão da Liga Mundial. Na busca pelo décimo título da competição, o time verde e amarelo está embalado pela boa vitória sobre os Estados Unidos, enquanto os franceses, que tentam a segunda conquista no torneio, chegam à final com a melhor campanha.

Campeão em 1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2010, a Seleção Brasileira quer voltar ao lugar mais alto do pódio, após ser vice no ano passado, quando perdeu para a Sérvia, em Cracóvia. Para isso, o técnico Renan Dal Zotto, que está em sua primeira competição no comando do time brasileiro, aposta na base que foi campeã olímpica, onde a grande novidade é a presença do líbero Thales.

“Esta foi uma conquista para nós (chegar a decisão), pois tivemos pouco tempo para preparar o jogo já que descobrimos nosso rival na noite passada. E a equipe mostrou muito compromisso com essa situação; Os caras estão crescendo e chegamos a este jogo final em um bom momento”, disse o técnico Renan Dal Zotto.

“É uma grande batalha, mas estou feliz porque é a construção de um novo grupo. Todos estão de parabéns porque foi a vitória de um time que está trabalhando muito”, declarou o levantador Bruninho.

Até aqui na Liga Mundial, o Brasil tem uma campanha de nove vitórias em 12 partidas. Enquanto a França tem apenas uma derrota em um mesmo número de jogos. No adversário, o grande destaque é o ponteiro Earvin Ngapeth, considerado como um dos principais jogadores do mundo na atualidade e que diante do Canadá, na semifinal, marcou 24 pontos.

“Estamos orgulhosos de estar aqui, no Brasil jogando contra a equipe anfitriã em uma final da Liga Mundial, e será um grande desafio para nós. Eles são a melhor equipe do mundo, então queremos competir, para ver onde estamos”, disse o técnico Laurent Tillie.

“Eu acho que é o final que todos queriam ver antes desta rodada final. Ambas as equipes lutaram muito para alcançar esse estágio e faremos tudo para levar a medalha de ouro”, declarou o levantador e capitão, Toniutti.

Equipes:

Brasil: Bruninho, Wallace, Lucão, Maurício Souza, Maurício Borges, Lucarelli e Thales (líbero)
técnico: Renan Dal Zotto

França: Boyer, Ngapeth, Chinenyeze, Le Roux, Toniutti, Lyneel e Grebennikov (líbero)
técnico: Laurent Tillie

foto: FIVB/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário