sexta-feira, 28 de julho de 2017

Com objetivos traçados, Clinty é uma das ‘armas’ no grupo do UM Itapetininga

O UM Itapetininga fará sua estreia oficial no dia 12 de agosto, contra o Sesi-SP, no ginásio Ayrton Senna, pela 1ª rodada do Campeonato Paulista – Divisão Especial. Os jogadores treinam diariamente sob o comando de Fabiano Magoo, com o objetivo de fazerem bonito no Estadual e de se prepararem para a Superliga B, que dará ao campeão uma vaga na elite na temporada 2018/2019.

Entre os jogadores contratados, o mais conhecido é o oposto André Nascimento (campeão olímpico em Athenas/2004) e que fará sua despedida das quadras após o término do Estadual. Entretanto, no grupo, existe um jogador que deve em breve chamar a atenção da torcida, já que está acostumado a vibrar muito dentro de quadra e sabe agitar quem está na arquibancada em prol do time que veste a camisa. Esse é o caso do ponteiro Clinty, que estava no Bento Vôlei/Isabela.

“Mesmo sendo o primeiro ano da equipe, a gente tem vários desafios como o Campeonato Paulista e a Superliga B. Queremos fazer um bom Estadual para servir de cartão de visitas para a Liga B. A gente tem o intuito de ser campeão para chegar a elite e estamos nos preparando forte para chegar bem nestes dois campeonatos”, declarou Clinty, que foi o segundo maior pontuador do time gaúcho na última Superliga, com 183 acertos.

“Os primeiros treinos estão sendo muito bons, dando bastante ênfase na parte física e na parte técnica, acelerando um pouco as coisas porque já jogamos dia 12 de agosto contra o Sesi-SP, pelo Paulista (...) O que a gente espera é fazer um Paulista muito bom, de repente chegar numa semifinal e ir com tudo para a Superliga B. Os atletas estão cientes dos objetivos do clube e esperamos fazer bonito nestas duas competições”, afirmou o ponteiro, que ainda falou sobre ter André Nascimento como companheiro de time.

“Ter um cara, que ganhou o que ganhou e jogou em vários lugares, e que ainda foi a referência para a minha geração, é muito legal. Estar dividindo a quadra e os trabalhos com ele, é muito prazeroso. É um cara super acessível, fala pouco, mas quando fala, fala muito bem, Ele tem nos ajudado e vai nos ajudar muito nesta temporada”, concluiu Clinty.

Aos 30 anos, Clinty é natural de Caxias do Sul (RS) e já atuou por UCS, Sogipa, Unisul, Vôlei Futuro, Volta Redonda, UFJF e Canoas, além de ter passagens pelo voleibol dos Emirados Árabes e da Indonésia. No UM Itapetininga terá como companheiros de posição os jovens Ademar, Guilherme Emina e Gabriel.

foto: Alex Júnior/ UM Itapetininga

Nenhum comentário:

Postar um comentário