quinta-feira, 25 de maio de 2017

Sidão se diz 1000% motivado para usar a camisa do Corinthians/Guarulhos

Perto de completar oito meses da cirurgia no ombro direito, o central Sidão terá um novo desafio na temporada 2017/2018. Após se despedir do Sesi-SP através das redes sociais, o medalhista olímpico falou sobre a expectativa de defender o Corinthians/Guarulhos, equipe criada recentemente e que tem como um dos idealizadores o líbero Serginho.

“Fazer parte desse projeto é maravilhoso. Estou começando de novo praticamente. Não parei em nenhum momento com todo o planejamento porque quero chegar bem. O meu primeiro objetivo é voltar a jogar e é ainda mais gratificante atuar no time de coração. Aumenta em mil por cento a minha motivação. Estou correndo atrás já. Não quero decepcionar ninguém”, afirmou Sidão, que devoto de São Jorge tem uma tatuagem nas costas do padroeiro do clube paulista. 

“O Corinthians é uma marca muito forte e vai fazer muito bem para o voleibol. O vôlei só tem a ganhar. Quanto mais times, melhor para o esporte. Ainda mais um time com o nome do Corinthians. Temos que começar com tudo (...) Querendo ou não é a realização de um sonho. A minha família toda é corintiana, por parte de mãe. O Serginho sempre falava comigo sobre esse sonho e eu dizia que queria estar junto porque quero vivenciar e sentir na pele como é estar jogando e ouvir a Gaviões e a Camisa 9. São coisas que ficam marcadas para sempre”, garantiu o vice-campeão olímpico em Londres/2012.

Alexandre Stanzioni, que também esteve envolvido na criação do projeto, será o treinador do Corinthians/Guarulhos, que ainda não divulga outros nomes do elenco, mas que já teria vários jogadores acertados. Especula-se que além de Serginho e Sidão, os ponteiros Fábio e Alan Patrick, que estavam no Sesi-SP, seriam reforços. Quem também pode chegar são o oposto Rivaldo (Brasil Kirin), o levantador Rodrigo Ribeiro (JF Vôlei), o ponteiro Rogério Mineiro (Botafogo) e os centrais Luizinho (Arago-FRA) e Pedrão (Sada/Cruzeiro).

“É maravilhoso ter sido lembrado porque estou há duas Superligas sem jogar e mesmo assim não esqueceram de mim. Liguei para o Serginho e agradeci. Em momento nenhum pensei em dizer não. O técnico será o Alexandre Stanzioni, que foi o meu preparador físico quando eu comecei, com 13, 14 anos. Ele me ensinou muita coisa, e tenho certeza de que tem muito o que me ensinar ainda. O que eles estão fazendo por mim, não vou esquecer jamais”, completou Sidão, que espera ficar à disposição para a pré-temporada.

foto: Sesi-SP/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário