terça-feira, 30 de maio de 2017

Em meio a busca de parcerias, Montes Claros analisa nomes no mercado

Desde que terminou a Superliga 2016/2017, a diretoria do Montes Claros Vôlei vem trabalhando para aumentar o orçamento da equipe para a próxima temporada. Em parceria com a Associação Comercial e Industrial (ACI), o clube já realizou um encontro entre empresários para explicar a importância de apostar no esporte e recentemente fechou um acordo com representantes de entidades filantrópicas da cidade.

Especula-se que a projeção para 2017/2018 é de um orçamento em torno de 40% a mais em relação à Superliga anterior, mas para atingir este número e contratar jogadores é preciso captar novos patrocinadores. O gestor do Montes Claros Vôlei, Andrey Souza, vem tendo reuniões quase diárias com pessoas ligadas a vários setores da região e a expectativa é que nos próximos meses já se tenha novidades.

Quanto a comissão técnica e elenco não existe nada oficial, mas o que não faltam são nomes ‘pipocando’ como possíveis reforços para o Pequi Atômico. Cezar Douglas, que estava no Funvic/Taubaté, seria o preferido para assumir no lugar de Marcelinho Ramos, porém o treinador tem interesse de ir para a Itália fazer um estágio. Reinaldo Bacilieri (ex-Voleisul/Paquetá Esportes) foi outro nome sondado, mas acabou fechando com o time do Vale do Paraíba para ser auxiliar-técnico de Daniel Castelani.

Sobre jogadores, a diretoria do Montes Claros confirma algumas conversas, mas nada oficial. O oposto Lorena, muito identificado com o clube e que está no voleibol do Qatar, interessa, assim como o levantador Sandro, que disputou a última Superliga pelo Bento Vôlei/Isabela, e os líberos Alan e Vanderson. Já a imprensa argentina coloca o ponteiro Zanotti, que disputou a última temporada com a camisa do Lomas Voley, como possível reforço do Montes Claros.

foto: Lomas Voley/Divulgação

2 comentários:

  1. "Reinaldo Bacilieri (ex-Voleisul/Paquetá Esportes) foi outro nome sondado, mas acabou fechando com o time do Vale do Paraíba para ser auxiliar-técnico de Daniel Castelani.
    Não era o PICININI?

    ResponderExcluir
  2. Tanto o Reinaldo Bacilieri quanto o Ricardo Picinini acertaram para serem auxiliares no Taubaté. Abraços

    ResponderExcluir