sexta-feira, 12 de maio de 2017

As primeiras impressões de Renan Dal Zotto como técnico da Seleção Brasileira

Desde o dia 23 de abril, Renan Dal Zotto vem trabalhando no Centro de Desenvolvimento de Voleibol, em Saquarema, como treinador da Seleção Brasileira. No primeiro dia, doze jogadores se apresentaram a convite do novo comandante para um período de destes. No dia 30, chegaram os dois primeiros convocados da temporada, o central Maurício Souza e o líbero Tiago Brendle. No dia 2 de maio, o ponteiro Douglas Souza. E no último domingo se apresentaram o levantador Bruninho e o central Lucão.

Com os cinco primeiros convocados já no centro de treinamento, Renan anunciou, na segunda-feira passada, a lista completa de convocados para a primeira competição de 2017, a Liga Mundial. Junto com esta relação, o anúncio de que os até então convidados, Murilo Radke, Renan Buatti e Thales, também estão garantidos na lista dos 18 atletas chamados para o campeonato.

“Todos os garotos que passaram aqui têm um potencial muito grande para um futuro próximo estar já no grupo efetivo. Tanto é que alguns já ficaram na relação dos 18 já para essa Liga Mundial. Temos bons jovens talentos, que temos que trabalhar e a nossa Superliga favorece bastante isso. Os clubes estão trabalhando muito bem", disse o treinador.

A relação completa, então, ficou com os levantadores Bruninho, Raphael e Murilo Radke; os opostos Wallace, Evandro e Renan; os centrais Maurício Souza, Eder, Lucão e Otávio; os ponteiros Maurício Borges, Lucarelli, Lipe, Douglas Souza, Lucas Lóh e Rodriguinho; e os líberos Tiago Brendle e Thales.

“Importante é que já demos início aos trabalhos, com um grupo bacana, com uma comissão técnica ótima, que conta com alguns dos que ficaram do grupo anterior. Não houve ruptura e, sim, a sequência de um trabalho", afirmou Dal Zotto.

Com oito jogadores convocados já em treinamento, Renan Dal Zotto terá o time completo na próxima semana, quando chegarão os que estavam envolvidos na final da Superliga e ganharam uma semana de férias, além de Lipe e Maurício Borges, que jogaram na Turquia nesta temporada.

"Temos focos muito claros. A curto prazo a Liga Mundial, a médio prazo o Mundial de 2018 e a longo prazo os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Sabemos que toda a competição que o Brasil participa a responsabilidade é muito grande sempre sendo um dos favoritos e isso é um fato”, explicou Renan, que estreia oficialmente no dia 2 de junho, contra a Polônia, em Pesaro, na Itália. 

foto: Daniel Zappe/MPIX/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário