quarta-feira, 12 de abril de 2017

(Superliga) No Taquaral, Brasil Kirin e Sada/Cruzeiro fazem segundo jogo

Nesta quinta-feira, às 22h, Brasil Kirin e Sada/Cruzeiro voltam a se enfrentar pelas semifinais da Superliga 2016/2017. O segundo jogo da serie melhor de cinco partidas ocorre no ginásio do Taquaral e terá transmissão do Sportv e da Rede TV!. No primeiro duelo, em Contagem, os mineiros levaram a melhor e venceram por 3 sets a 1 abrindo vantagem no confronto. 

Em casa, onde a torcida campineira costuma lotar o ginásio, o Brasil Kirin conta com importantes armas para conseguir a vitória. Sexto maior pontuador da Superliga até agora, o ponteiro Diogo é o coração da equipe, chamando a atenção dos companheiros e buscando aquele gás a mais na hora que o time mais precisa. Além dele, destaque para o central Maurício Souza, com seu saque e bloqueio qualificados.

“Estamos revendo alguns erros que comentemos no primeiro jogo e precisamos ajustar um pouco melhor o bloqueio para facilitar a nossa defesa. Arriscamos bem no saque, equilibrando a partida neste fundamento e temos que repetir isso. Vamos estar em casa, a torcida é um ponto positivo para a nossa equipe e temos certeza que o ginásio vai estar lotado”, disse o ponteiro Diogo.

“Tivemos um bom desempenho no primeiro duelo e vamos tratar de melhorar. Jogar em casa sempre é importante. A torcida tem um papel fundamental de nos empurrar e vai servir como combustível, mas somos nós, como um time, temos que assumir a responsabilidade do jogo e tentar fazer nossa parte”, comentou o técnico Horacio Dileo. 

“O resultado não veio, mas mostramos que temos condições de jogar em pé de igualdade com eles. Pecamos em alguns detalhes, por isto temos que entrar concentrados, errar o menos possível e usar a energia das arquibancadas a nosso favor. Sabemos que não será fácil, mas a torcida daqui é maravilhosa e vai nos empurrar como nunca”, acrescentou o central Maurício Souza.

Pelo lado do Sada/Cruzeiro, a vitória na primeira partida foi considerada importante para iniciar bem a serie semifinal. O ponteiro Filipe, que foi titular no confronto anterior, conseguiu dar bom volume de jogo a equipe celeste, que tem a força de seu ataque e o alto índice de acerto no saque como algum dos seus diferenciais.

“Sabemos que é uma equipe que saca muito forte. Por isso, precisaremos ter paciência na nossa virada de bola, assim como no primeiro jogo. Creio que para vencê-los, vamos ter que jogar melhor do que a partida anterior (...) Precisamos sacar melhor, e, consequentemente, facilitar o nosso sistema bloqueio e defesa. Esse tem tudo para ser um jogo duro, equilibrado, mas nosso time é acostumado a ir para cima e buscar sempre a vitória”, opinou o ponteiro Filipe.

“A gente tem que começar o jogo da mesma maneira que começamos o primeiro, sendo muito agressivos e impondo um ritmo forte. Temos que sacar bem e aproveitar os estudos que fizemos da equipe deles para neutralizar as principais forças. Acredito que eles irão buscar uma agressividade maior no saque e acho que vão tentar aproveitar melhor o oposto Rivaldo, que talvez não tenha sido 100% no primeiro jogo e é um cara que roda muitas bolas. Então precisamos estar atentos a esses detalhes e não deixar que eles gostem do jogo, principalmente dentro da casa deles”, analisou o central Isac.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: William, Evandro, Isac, Simón, Filipe, Leal e Serginho (líbero)
técnico: Marcelo Mendez

Brasil Kirin:
Rodriguinho, Rivaldo, Maurício Souza, Vini, Diogo, Temponi e Tiago Brendle (líbero)
técnico: Horacio Dileo

foto: Washington Alves/Inovafoto/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário