sexta-feira, 7 de abril de 2017

(Superliga) Funvic/Taubaté supera Sesi-SP e abre 1 a 0 na serie semifinal

As semifinais da Superliga 2016/2017 começaram pegando fogo com a vitória do Funvic/Taubaté sobre o Sesi-SP por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/22 e 25/21, no ginásio Abaeté. Com forte apoio da torcida, o time do Vale do Paraíba abriu 1 a 0 na serie melhor de cinco jogos, sendo que o próximo será no dia 15, às 21h30min, no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul.

O Funvic/Taubaté abriu o placar com ponto de bloqueio de Éder. Embalada pela torcida, a equipe da casa, com Lucarelli no saque desde o início, marcou 4 a 0. O técnico do Sesi-SP pediu tempo. No ace de Éder, o time da casa ainda chegou a 6 a2. No bom saque de Riad, o time visitante fez 6 a 10. Com Bruninho no saque, o Sesi-SP reduziu bem a diferença no placar (8 a 11). Com Lucas Lóh, o Funvic Taubaté marcou 14 a 9. Com ponto de saque de Lucarelli, 15 a 9. Quando o placar foi a 18 a 12, Pacheco pediu tempo. Contando com erros do adversário, a equipe da casa chegou a 23 a 16. O Sesi-SP reagiu, diminuiu a desvantagem para 20 a 24 e foi a vez de Cezar Douglas pedir tempo. No final, vitória do Funvic Taubaté por 25 a 20.

O time da casa começou o segundo set também embalado e, em mais uma boa passagem de Lucarelli pelo saque, fez 3 a 1. O Sesi-SP encostou em 5 a 6. No bloqueio de Otávio, o Funvic Taubaté marcou 8 a 6. Depois de recuperar uma bola nas placas de publicidade, Raphael bloqueou e levou o time mandante a 10 a 7. No ace de Vaccari, o Sesi-SP fez 11 a 13. Com bloqueio duplo, de Éder e Wallace, o Taubaté marcou 18 a 14 e forçou o adversário a pedir tempo. Depois foi a vez de Taubaté pedir tempo quando o Sesi-SP aproximou em 16 a 18. O time visitante encostou em 18 a 19. A reta final do set seguiu bem disputada, com os donos da casa com dois pontos de vantagem (23 a 21). No final, o Funvic Taubaté fechou no bloqueio de Éder: 25 a 22.

O Sesi-SP começou melhor no terceiro set e, em boa passagem de Lucão pelo saque, abriu 3 a 0. A equipe visitante ainda abriu 5 a 1 e Cezar Douglas pediu tempo. Com Riad em combinação de bola rápida com Bruninho, o Sesi-SP marcou 7 a 4. Com Lucarelli, o Funvic Taubaté aproximou em 6/8. O time visitante voltou a abrir três pontos em 12 a 9. No bloqueio simples de Otávio, os donos da casa encostaram em 11 a 12. Com Wallace em uma boa de contra-ataque, o Taubaté deixou tudo igual: 15 a 15. Após a virada do Taubaté, Lucarelli e Murilo se desentenderam e cada um recebeu cartão vermelho, o placar foi a 17 a 16. Na sequência, o assistente técnico do Sesi-SP também levou cartão vermelho por reclamar da arbitragem, deixando a Funvic na frente. O jogo incendiou e com um belo saque de Lucarelli, os donos da casa venceram por 25 a 21.

“Foi uma vitória muito importante. Há uma rivalidade grande, esses dois times já se enfrentaram diversas vezes nesta temporada, inclusive em finais e há um clima diferente neste confronto. Quem viu o jogo, percebeu que os dois times queriam ganhar a todo custo e nós soubemos assegurar a vitória e dar esse primeiro passo na série”, disse o ponteiro Lucas Lóh.

“Em primeiro lugar, o Taubaté jogou muito bem. Imprimiu um ritmo forte no saque, teve uma virada consistente e é tudo que um time precisa em um confronto como esse. Nós não conseguimos acompanhar. Quem ficar um pouco abaixo, a diferença fica grande. Nós não conseguimos alcançar o nível que eles jogaram”, afirmou o técnico Marcos Pacheco.

“O Taubaté jogou como a gente esperava mesmo, forte. Nós sofremos um pouco mais para encaixar nosso jogo, rodar as bolas e eles levaram a melhor. Mas o que acabou prejudicando o nosso time, principalmente no último set, que estávamos empatados, foram os erros da arbitragem. Isso não é a primeira vez que acontece, inclusive vários clubes já sofreram com isso, mas agora é seguir. É muito complicado lidar”, comentou o capitão Murilo sobre a série de reclamações e cartões no terceiro set.

Equipes:

Funvic/Taubaté: Rapha, Wallace, Éder, Otávio, Lucarelli, Lucas Lóh e Mário Jr. (líbero)
entraram: Japa, Renan e Danilo Gelinski
técnico: Cezar Douglas

Sesi-SP: Bruninho, Théo, Lucão, Riad, Alan, Murilo e Serginho (líbero)
entraram: Fábio, Rafa, Vaccari, Leitz e Johan
técnico: Marcos Pacheco

foto: Rafinha oliveira/Funvic Taubaté

Nenhum comentário:

Postar um comentário