sexta-feira, 21 de abril de 2017

Bolívar bate UPCN e volta a conquistar o título do Campeonato Argentino

Não faltou emoção na decisão do Campeonato Argentino. Após quatro jogos, com duas vitórias para cada clube, Personal Bolívar e UPCN voltaram a se encontrar para a partida decisiva no ginásio da República da Venezuela, que estava incrivelmente lotado. Com o oposto australiano Thomas Edgar inspirado, os comandados de Javier Weber venceram por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/23 e 25/19, conquistando assim o título nacional.

Mais de três mil pessoas estiveram nas arquibancadas para torcer e empurrar o Personal Bolívar para um título que não acontecia desde a temporada 2009/2010. O primeiro set iniciou equilibrado, com as duas equipes disputando ponto a ponto, até Aleksiev colocar os donos da casa em vantagem de 14 a 11. Após pedido de tempo de Fabian Armoa, a UPCN melhorou em quadra e encostou 20 a 18, sendo que o bloqueio dos visitantes tinha dificuldades em parar o ataque adversário. No final, Thomas Edgar apareceu para definir a parcial em 25 a 23.

O segundo set começou com as equipes errando demais no saque, mas aproveitando o side-out, o que deixava a partida bem equilibrada: 8 a 6. O central Crer fazia a diferença no bloqueio, abrindo 10 a 7 no placar, mas do outro lado, estava Uchikov, que não deixava os donos da casa se distanciarem: 16 a 15. A pequena diferença foi se mantendo durante toda a parcial, quando Gustavão deixou tudo igual para a UPCN 23 a 23, porém Gauna foi decisivo e importante para o Bolívar fechar novamente em 25 a 23.

A terceira parcial iniciou com a mesma intensidade dos anteriores e com os dois clubes disputando cada bola como se fosse a última. Com 8 a 7 para os donos na casa no placar, o que se via era uma partida tensa, onde qualquer erro poderia fazer a diferença e após alguns vacilos da UPC, o Bolívar abriu 13 a 8. Os visitantes não conseguiram na sequência se encontrarem em quadra, o que fez os comandados de Javier Weber dominar as ações e fechar o duelo em 25 a 19.

Esse foi o sétimo título do Bolívar no Campeonato Argentino, o que faz a equipe ser a maior campeão da competição. De quebra, o time de Javier Weber conseguiu terminar com a hegemonia da UPCN, que venceu as seis últimas edições

Equipes:

Personal Bolívar: Demián González, Tomas Edgar, Gauna, Crer, Piá, Aleksiev e Alexis González (líbero)
entraram: Kukartsev, Chirivino e Patti
técnico: Javier Weber

UPCN: Brajkovic, Uchikov, Gustavão, Martín Ramos, Filardi, Lazo e Garrocq (líbero)
entraram: Guzmán, Kingard, Vildosola e Matías Salvo
técnico: Fabian Armoa

foto: Bolívar/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário