sexta-feira, 24 de março de 2017

(Superliga) Taquaral recebe o segundo jogo entre Brasil Kirin e Montes Claros

Neste sábado, às 14h10min, o Brasil Kirin recebe o Montes Claros, no ginásio Taquaral, pela segunda partida das quartas de final da Superliga 2016/2017. Após vencer o primeiro duelo, em Minas Gerais, o time de Campinas quer vencer para abrir 2 a 0 na serie, enquanto o Pequi Atômico espera dar o troco na casa do adversário e empatar o confronto. A partida terá transmissão da Rede TV!

Na série considera mais equilibrada do playoff, por ser a disputa do quarto contra o quinto, o time de melhor posição na primeira etapa da competição está em vantagem. Para abrir 2 jogos a 0, todos no Brasil Kirin esperam ter uma boa atuação como aconteceu no Tancredo Neves e para isso conta com o apoio do torcedor que deve lotar o ginásio do Taquaral.

“Sabemos que não será nada fácil e que não tem nada ganho, mas batalhamos durante toda a temporada para conquistar essa vantagem de estarmos mais vezes dentro de casa. Nossa torcida é muito importante, nos leva para cima durante todo jogo. Por isto, entraremos determinados em dar nosso máximo e corresponder dentro de quadra”, comentou o técnico Horacio Dileo. 

“Temos que jogar com muita disciplina tática, assim como na fase classificatória. O primeiro jogo do playoff foi muito equilibrado e a tendência é que isso se repita até o final. Com certeza este segundo será um jogo muito estratégico, aquele famoso gato e rato (...) Jogar em casa sempre é um fator importante. Esperamos um ginásio lotado que nos ajude e empurre o time o tempo todo. Precisamos estar concentrados para tentar neutralizar os principais atacantes deles. Por todos esses motivos, esse tem tudo para ser um jogo equilibrado e emocionante”, brincou o central Vini.

Pelo Montes Claros, o técnico Marcelinho Ramos treinou intensamente com a equipe neste período entre o primeiro e o segundo jogo. Para os jogadores, a motivação está em a serie ser de cinco confrontos, ou seja, a equipe mineira tem totais condições de reverter a situação, ainda mais que o duelo anterior foi equilibrado, com parciais fechadas com apenas dois pontos de diferença entre os times.

“Nós sabemos que este é um confronto bastante equilibrado e que se prova pelas diferenças nas parciais do último jogo. Se conseguirmos fazer a manutenção do que fizemos de bom no primeiro confronto e corrigirmos nossos pequenos erros, temos totais condições de ganhar”, declarou o técnico Marcelinho Ramos.

“Erramos muito no primeiro jogo, principalmente em final dos sets. Diminuir esses erros pode ajudar muito a conseguirmos essa vitória. Sabemos que vai ser muito mais difícil jogar lá, mas, se eles ganharam aqui, nós também podemos ganhar lá (...) O bom de uma série longa é que temos tempo para reverter essa vantagem que eles tiveram. Eles têm um time muito mais experiente e jogado do que o nosso, mas temos nossas qualidades e vejo como um confronto totalmente aberto”, afirmou o central Salsa.

Equipes:

Brasil Kirin: Rodriguinho, Rivaldo, Maurício Souza, Vini, Diogo, Temponi e Tiago Brendle (líbero)
técnico: Horacio Dileo

Montes Claros: Murilo Radke, Luan Weber, Salsa, Robinho, Bob, Jonatas e Gian (líbero)
técnico: Marcelinho Ramos

foto: Washington Alves/Inovafoto/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário