sábado, 18 de março de 2017

(Superliga) Sesi-SP vira sobre o Minas Tênis Clube e sai em vantagem na serie

Não faltou emoção na primeira partida entre Sesi-SP e Minas Tênis Clube pelas quartas de final da Superliga 2016/2017. Depois de estar perdendo por 2 a 0, o time paulistano virou e venceu os mineiros por 3 sets a 2, parciais de 20/25, 23/25, 25/23, 25/23 e 18/16, no ginásio da Vila Leopoldina. A vitória coloca os comandados de Marcos Pacheco em vantagem na serie melhor de cinco, sendo que o segundo confronto será quarta-feira, em Belo Horizonte.

O Minas Tênis Clube abriu o placar do jogo e o Sesi-SP respondeu na sequência. Com Mão, a equipe visitante abriu dois de vantagem em 5 a 3. Com Petrus, a diferença seguiu a mesma em 8 a 6. Alan pontuou duas vezes e o Sesi-SP chegou ao empate em 8 a 8. No ace de Lucão, o time da casa marcou 10/9. Mão bloqueou e o Minas reassumiu o comando do placar: 11 a 10. O jogo voltou a ficar igual em 14 a 14. No ponto de saque de Pétrus, o Minas chegou a 17 a 16. Mais um empate em 18 a 18. Quando o Minas fez 20 a 19, Pacheco pediu tempo. Com dois bloqueios, 22 a 19. Tiago Mão fechou o placar do primeiro set em 25 a 20.

Contando com erros do adversário, o Minas abriu 5 a 2 no começo da segunda parcial. Pacheco pediu tempo. Na volta, Flávio pontuou no contra-ataque e o time mineiro fez 6 a 2. O Sesi-SP reagiu e reduziu a diferença em 4 a 6. A equipe visitante voltou a abrir em 10 a 6. Com dois erros seguidos do adversário, os donos da casa deixaram tudo igual em 11 a 11. Em bom momento, o Sesi-SP chegou a 13 a 11. Com Flávio, o Minas fez 15 a 15. Com Douglas, o time paulista colocou um de vantagem em 19 a 18. No bloqueio, 21 a 20 para os donos da casa. Bisset deixou tudo igual em 22 a 22. No ponto de saque de Bisset, 24 a 23 para o Minas. Pacheco pediu tempo. Na volta, o time visitante fechou em 25 a 23.

Embalado, o Minas Tênis Clube abriu 3 a 1 no começo do terceiro set. Com dois pontos seguidos de Bisset, a equipe mineira ainda fez 5 a 2. Marcos Pacheco pediu tempo. Com ace de Theo, o Sesi-SP encostou em 4 a 5 e, no bloqueio de Alan, empatou em 5/5. Com bloqueio de Felipe, o Minas colocou um de vantagem: 9 a 8. Riad respondeu (9/9). Flavio bloqueou e o time visitante abriu dois em 12 a 10. No bloqueio de Flávio, o Minas marcou 18 a 15. Quando o Sesi-SP encostou em 17 a 18, Nery Tambeiro pediu tempo. Bisset marcou mais um ponto para o grupo visitante: 21 a 19. O Sesi-SP buscou e deixou tudo igual em 21 a 21. No bloqueio, o time da casa fez 22 a 21. Com mais dois bloqueios seguidos de Bruninho, 24 a 21. Aracaju fechou para o Sesi-SP em 25 a 23.

Animado com a vitória no set anterior, o Sesi-SP fez 5 a 2 com ponto de Riad. Neste momento, Nery Tambeiro pediu tempo. O time paulista ainda aumentou a vantagem em 7 a 3. O Minas marcou dois seguidos e fez 5 a 7. Douglas Souza pontuou e o Sesi-SP fez 9 a 6. Com Theo, os donos da casa marcaram 11 a 8. A vantagem paulista esteve em dois em 12 a 10. O Sesi-SP chegou a 15 a 11 e o treinador do Minas parou o jogo com pedido de tempo. O time mineiro reagiu, encostou em 15 a 16 e foi a vez de Pacheco pedir tempo. O Minas ainda empatou e assumiu o comando do placar em 17 a 16. Com muito equilíbrio, o grupo que jogava como visitante, teve um de vantagem em 19 a 18. Flávio fez 21 a 20. No erro de saque do Minas, empate em 22 a 22. No bloqueio de Riad, o Sesi-SP fez 23 a 22. Também no bloqueio, 23 a 23. Com mais um ponto de bloqueio, de Riad, 25 a 23.

No set decisivo, o Minas saiu na frente. O Sesi-SP virou e fez 3 a 1. Tambeiro pediu tempo para orientar seus jogadores. A parada funcionou e o time mineiro deixou tudo igual em 4 a 4. Na sequência, a equipe visitante ainda assumiu o comando do marcador: 5 a 4. Alan pontuou e fez 5/5. Mais um empate em 8 a 8. O Sesi-SP fez 10 a 9 e Nery Tambeiro parou o jogo. O Minas fez 11 a 10 e foi a vez de Pacheco pedir tempo. O set seguiu equilibrado até o final: 12 a 12. Bisset fez 14 a 12. O Sesi-SP chegou ao empate em 14 a 14. No ace de Riad, 16 a 15. No final, vitória do Sesi-SP por 18 a 16.

“Foi uma vitória muito importante, claro que pelo resultado, mas também pela superação do nosso time. Estamos com muitos desfalques, mas não desistimos do jogo em nenhum momento. Sabíamos que ia ser difícil, o time deles tem qualidade, mas nosso grupo mostrou mais uma vez o seu valor e foi em busca desse resultado tão importante para todos nós”, disse Douglas Souza.

“A gente já esperava um confronto complicado aqui hoje. Sabemos da força deles, mas também sabemos da nossa. Apesar de algumas falhas, dos dois primeiros sets que ficamos atrás, o grupo se recuperou bem e eu estou muito feliz em ter ajudado. É muito bom você entrar num jogo desses, poder compartilhar com os outros em quadra sua experiência e ainda ficar com a vitória, que nesse caso é o mais importante”, comentou o levantador Rafa.

Equipes:

Sesi-SP: Bruninho, Theo, Lucão, Riad, Douglas Souza, Alan e Serginho (líbero)
entraram: Leitzke, Rafa, Murilo, Leandro Aracaju
técnico: Marcos Pacheco

Minas Tênis Clube: Gelinski, Felipe, Flávio, Petrus, Tiago Mão, Bisset e Rogerinho (líbero)
entraram: Carísio, Abouba, Vanole, Matheus
técnico: Nery Tambeiro

foto: Karen Griz/Divulgação Sesi-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário