domingo, 12 de março de 2017

(Superliga) Sesi-SP leva susto, mas vence Caramuru/Castro no Paraná

Jogando no ginásio Padre José Pagnacco, o Sesi-SP levou um susto, mas venceu o Caramuru/Castro por 3 sets a 1, parciais de 25/27, 25/22, 25/17 e 25/23, pela última rodada da fase classificatória da Superliga 2016/2017. Com o resultado, o time paulistano ficou com na 3ª colocação, com 52 pontos, enquanto a equipe paranaense terminou na lanterna, com cinco pontos e terá que disputar uma seletiva para continuar na elite nacional.

Contando com o apoio da torcida, que lotou o ginásio Padre José Pagnacco, o Caramuru/Castro fez o que podia para barrar a força do Sesi-SP e encerrar sua participação com vitória. Os paranaenses sacaram forte, furaram o bloqueio paulista e no detalhe venceram o primeiro set por 27 a 25. Na segunda parcial, mesmo sofrendo com a pressão imposta pelos donos da casa, os visitantes retomaram o rumo a partir da metade do período, com direito à defesa com o pé do levantador Bruno, e vitória por 22 a 25.

Fazendo algumas mudanças entre os ponteiros, colocando Murilo e Fábio para rodar, o time paulistano foi recuperando o controle. A partir do terceiro set, o Sesi-SP corrigiu alguns erros e mantiveram a força no ataque com Theo e Alan para vencer por 17 a 25. Outro fundamento que voltou a funcionar melhor no quarto set foi o bloqueio. Com oito pontos do oposto Theo e três do Alan, os visitantes abriram vantagem ficaram com o placar final de 23 a 25.

“Nós sabíamos que, apesar do time de Castro estar em último, ter ganho apenas dois jogos, era o último jogo em casa e que eles dariam a vida para fazer um bom encerramento. E infelizmente nós não entramos no espírito para isso. Nós viemos para o jogo e eles para a guerra e isso equilibrou o confronto. Mas enfim, passou essa fase, agora temos uma semana para encarar o adversário que for. Nós temos um time experiente, vivido e uma estrutura acostumada a enfrentar esse momento. Agora é respirar, ver nossas falhas, valorizar e treinar mais as nossas virtudes para entrar muito forte”, analisou o técnico Marcos Pacheco.

“Não tínhamos mais nada a perder, jogaram sem responsabilidade com o resultado, sem a adrenalina do ‘ter que ganhar’. E, do outro lado, estavam os ídolos desses meninos, que estavam com o emocional a mil por estarem vivendo a despedida de um ciclo. Se divertiram com o voleibol, fazendo o que sabem, de maneira espontânea”, analisou o treinador Fábio Sampaio. 

A CBV ainda não divulgou datas e horários das quartas de final. O Sesi-SP (3º colocado) enfrentará o Minas Tênis Clube (6º colocado), sendo que por ter a melhor campanha definirá o confronto em seus domínios.

Equipes:

Caramuru/Castro: Diego, Gustavo, Robinho, Thales, Eric, Peron e Mendel (líbero)
entraram: Cris, Bruno Araujo, Matheus, Caio e Edgar
técnico: Fábio Sampaio

Sesi-SP: Bruninho, Théo, Lucão, Riad, Douglas Souza, Alan e Douglas Pureza (líbero)
entraram: Leitzke, Rafinha, Murilo e Fabio
técnico: Marcos Pacheco

foto: Amanda Demétrio/Divulgação Sesi-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário