segunda-feira, 6 de março de 2017

(Superliga) Sada/Cruzeiro faz 3 a 0 no Sesi-SP e amplia diferença na liderança

No encerramento da 9ª rodada do returno da Superliga 2016/2017, o Sada/Cruzeiro derrotou o Sesi-SP por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 26/24 e 25/19, no ginásio do Riacho, em Contagem. Com o resultado, o time mineiro segue invicto e na liderança isolada, com 58 pontos, enquanto a equipe paulistana caiu para a 3ª posição, com 46 pontos. 

A partida começou melhor para o Sesi-SP, que fez 5 a 2, forçando Marcelo Mendez a pedir tempo. Com bom saque de Théo, o time paulista colocou seis de vantagem: 10 a 4. Evandro conseguiu um bonito ataque na saída de rede e reduziu a diferença no placar para 6 a 10. Novamente com Evandro, o Sada Cruzeiro fez 9 a 13. O Sesi-SP chegou a fazer 17 a 13. A diferença caiu para dois pontos em 19 a 17. No bom saque de Riad, 20 a 17 para o time paulista. O jogo voltou a ganhar equilíbrio em 21 a 20 para o Sesi-SP e, neste momento, Pacheco parou o jogo. No bloqueio de Simón, o Sada/Cruzeiro deixou tudo igual em 22 a 22. No ace de Cristiano, o time mineiro teve o ponto do set (24 a 22). E, no erro do saque do adversário, o Sada fechou em 25 a 23.

O Sada/Cruzeiro abriu o placar do segundo set e o Sesi-SP devolveu. Um novo empate em 4 a 4 manteve o jogo equilibrado. Com Isac, o Sada/Cruzeiro abriu três de vantagem: 8 a 5. No ace de Bruninho, o Sesi-SP encostou em 8 a 9. O time da casa teve dois de vantagem em 15 a 13. Com Isac pelo meio de rede, os cruzeirenses chegaram a 17 a 14. O Sesi-SP voltou a encostar em 16 a 17. No bloqueio de Riad, o time paulista chegou ao empate (19 a 19). Com Rafa bem no saque, a equipe visitante passou em 20 a 19. O Sesi-SP ainda abriu 22 a 19. O Sada reagiu, encostou em 22 a 23, e Pacheco pediu tempo. No bloqueio de Rodriguinho, o empate em 23 a 23. Com ponto de bloqueio simples de Filipe, 25 a 24. E com mais um bloqueio, dessa vez de Isac, o Sada/Cruzeiro fechou em 26 a 24.

O terceiro set começou novamente com equilíbrio (2 a 2). Com Lucão, o Sesi-SP fez 4 a 3 e outro central, Simón, deixou o Sada/Cruzeiro empatado de novo em 4 a 4. No ace de Fernando, 6 a 5. Quando o placar foi a 10 a 7, Pacheco pediu tempo. Com Filipe bem no jogo, o time mineiro abriu boa vantagem em 15 a 10, levando o adversário a parar mais uma vez. Contando com erro do adversário, o Sada/Cruzeiro chegou a 19 a 14. O Sesi-SP reduziu a diferença para 16 a 19 e Mendez pediu tempo. Mas, o único time invicto na Superliga levou a melhor e fechou em 25 a 19.

“Nosso time está invicto até hoje e jogando como está especialmente pelo grupo. Hoje não tivemos dois jogadores, mas não é isso que faz a diferença. Temos um grupo repleto de bons jogadores e espero que nosso time continue dessa forma, sem perder na Superliga”, disse o oposto Evandro.

“Eu nunca vi uma torcida como essa, em lugar nenhum do mundo. Eles cantam, dançam, fazem de tudo lá em cima para ajudar o nosso time. Foi um jogo difícil. O time do Sesi tem grandes sacadores, bons jogadores, e a torcida tem um papel importante nessa pressão. E nós fizemos de tudo para ganhar e conseguimos uma vitória importante”, afirmou o central Simon.

“Tivemos nossa chance nos dois primeiros sets e não soubemos aproveitar. Está faltando padrão. Alternamos muito. Hoje, acho que faltou um pouco de virada de bola. E eles foram bem, souberam defender bem, tiveram paciência para saber mudar a partida. Agora, temos que pensar para frente”, declarou o levantador Bruninho.

Na próxima quarta-feira, às 20h, o Sada/Cruzeiro encara o Funvic/Taubaté, no Abaeté. Já na quinta-feira, às 21h55min, o Sesi-SP pega o JF Vôlei, no ginásio da Vila Leopoldina.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Evandro, Isac, Simón, Filipe, Rodriguinho e Serginho (líbero)
entraram: Alan, Cristiano e Léo
técnico: Marcelo Mendez

Sesi-SP: Bruninho, Théo, Lucão, Riad, Douglas Souza, Fábio e Serginho (líbero)
entraram: Leitzke, Alan, Rafa, Aracaju e Kaio
técnico: Marcos Pacheco

foto: Renato Araújo/Divulgação Sada Cruzeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário