sexta-feira, 3 de março de 2017

(Superliga) No tie-break, Sada/Cruzeiro bate Montes Claros e segue invicto

Em duelo válido pela 8ª rodada do returno da Superliga 2016/2017, o Sada/Cruzeiro derrotou o Montes Claros por 3 sets a 2, parciais de 22/25, 22/25, 25/21, 25/16 e 15/11, no ginásio do Riacho, em Contagem. Com o resultado, o time celeste segue na liderança, com 55 pontos, permanecendo invicto, enquanto o Pequi Atômico continua no 5º lugar, agora com 33 pontos.

O Sada/Cruzeiro saiu na frente no placar, com um erro do Montes Claros e ainda fez 3 a 0. O time visitante buscou e assumiu o comando do placar em 6 a 5. O grupo de Montes Claros abriu 10 a 7 e Marcelo Mendez pediu tempo. O Sada correu atrás do placar e, com Simón, encostou em 12 a 13. No erro do adversário, o time da casa chegou ao ponto de empate: 15 a 15. Foi a vez de Marcelinho Ramos parar o jogo. O Montes Claros voltou a abrir em 18 a 15. O time dirigido por Ramos ainda aumentou a vantagem para 20 a 16, forçando o adversário a pedir mais um tempo. O Montes Claros fez 23 a 21 na reta final do set e fechou em 25 a 22.

O segundo set começou equilibrado, com o empate em 2 a 2. Tudo igual novamente em 5 a 5. No bloqueio de Isac, o Sada/Cruzeiro colocou dois de vantagem: 9 a 7. No erro do adversário, o time da casa abriu 12 a 8. No bloqueio duplo, o Montes Claros reduziu a diferença para 11 a 13. Com mais um ponto de bloqueio, dessa vez com Murilo, o time visitante encostou em 14 a 15. O Sada/Cruzeiro voltou a abrir vantagem em 18 a 15. Com Reffatti pontuando para o Montes Claros, o placar voltou a ficar igual em 20 a 20. Evandro colocou o Sada em vantagem em 22 a 21. Mas, com Bob, o Montes Claros fechou a segunda parcial em 25 a 22.

O terceiro set teve um início favorável ao Sada/Cruzeiro, que fez 5 a 2. O Montes Claros encostou em 5 a 6 e, com dois pontos de saque de Murilo Radke, virou o placar para 7 a 6. No erro do adversário, o Montes Claros Vôlei abriu dois de vantagem em 9 a 7. No erro do adversário, a equipe de Marcelinho Ramos ainda chegou a 12 a 9. Neste momento, o Sada pediu tempo. Os donos da casa buscaram o ponto de empate em 14 a 14. Com Simón no bloqueio, o time cruzeirense voltou a abrir dois: 18 a 16. Com Alan, 19 a 17. Na reta final, o Sada teve vantagem de 22/19 e depois fechou em 25 a 21.

O Montes Claros saiu na frente e o Sada/Cruzeiro empatou. O time visitante seguiu bem no set e abriu 4 a 1. A equipe da casa reagiu e quando virou o placar para 7 a 6, Marcelinho Ramos pediu tempo. O placar seguiu equilibrado, com o Sada em vantagem de um ponto (9 a 8). O set ficou igual em 10 a 10. Mas, com Evandro, o time cruzeirense abriu boa vantagem em 14 a 10, levando o adversário a pedir tempo. No ace de Rodriguinho, 16 a 10. Com Leal pontuando bem, o Sada/Cruzeiro abriu enorme vantagem em 21 a 12. Melhor em quadra, o time da casa fechou em 25 a 16.

O Montes Claros abriu o placar do set decisivo no erro do adversário. O jogo ficou empatado em 2 a 2 e com ponto de saque de Salsa, os visitantes fizeram 3 a 2. O Sada/Cruzeiro reagiu e, com Leal pontuando bem, chegou a 4 a 3. Então foi a vez do Montes Claros empatar com Wanderson: 5 a 5. No bom saque de Murilo Radke, o time visitante marcou 7 a 5. Na troca de quadra, vantagem do Montes Claros (8 a 6). Com ace de Bob, 9 a 6. O Sada/Cruzeiro buscou e, com Rodriguinho, empatou em 9 a 9. Quando o adversário chegou a 10 a 9, Marcelinho Ramos pediu tempo. Com Simón bem no ataque, o Sada/Cruzeiro chegou a 13 a 11. E, no bloqueio, o Sada/Cruzeiro fechou em 15 a 11.

“Foi um jogo muito difícil para nós. Montes Claros jogou muito forte no saque, no ataque e nós sofremos um pouco. Mas aí começamos a melhorar nosso jogo, baixar o nosso erro e, na raça, conseguimos ganhar estes dois pontos, com essa importante vitória”, avaliou o ponteiro Leal.

No próximo sábado, às 20h30min, o Sada/Cruzeiro recebe o Sesi-SP, no ginásio do Riacho, em Contagem. No mesmo dia, às 18h, o Montes Claros visita o JF Vôlei, no ginásio da UFJF.

Equipes:


Sada/Cruzeiro: William, Evandro, Isac, Simón, Rodriguinho, Filipe e Serginho (líbero)
entraram: Alan, Fernando, Leal e Éder Levi
técnico: Marcelo Mendez

Montes Claros: Murilo Radke, Luan Weber, Salsa, Rafael, Bob, Alê e Gian (líbero)
entraram: Wanderson, Índio, Reffatti e Dianini
técnico: Marcelinho Ramos

foto: Renato Araujo/Sada/Cruzeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário