quinta-feira, 30 de março de 2017

Maurício Bara analisa campanha histórica e projeta futuro do JF Vôlei

A temporada 2016/2017 tem tudo para ser um divisor de águas para o projeto do JF Vôlei. Em parceria com o Sada/Cruzeiro, a equipe da Zona da Mata chegou pela primeira vez aos playoffs da Superliga e colocou em evidências alguns jogadores, como o oposto Renan, maior pontuador da competição, e considerado um dos nomes da pré-lista de convocados para a Liga Mundial.

Idealizador e diretor do projeto, Maurício Bara comemorou muito o salto de qualidade do JF Vôlei, que conquistou 12 vitórias na fase regular da Superliga, mas sabe que a cada temporada existe a vontade de evoluir e também a necessidade de buscar novos apoiadores. No primeiro momento, o objetivo é conversar com os patrocinadores atuais e na sequência conversar com o Sada/Cruzeiro a respeito de uma extensão da parceria.

“Gostaria de agradecer a todos os patrocinadores e parceiros, que nos ajudaram a colocar este time em quadra. Fica uma lembrança especial ao Sada/Cruzeiro, pois a temporada não seria viável sem a parceria firmada com eles. À comissão técnica, liderada pelo Henrique Furtado e composta pelo Júlio Lanzelotti, preparador físico, pelo Rodrigo Fuentealba, analista de desempenho, e pelo Lucas Mostaro, fisioterapeuta. Fizeram um trabalho espetacular. Abraçaram a nossa equipe e acreditaram em novas ideias. Foi uma jornada árdua, de muito empenho no dia-a-dia e de busca pela excelência; Aos jogadores, posso dizer que nunca tivemos um grupo tão comprometido com as nossas ideias quanto este. Apesar de todas as dificuldades extra-quadra, demonstraram dedicação absurda e comprometimento, com a cidade, com o projeto e com a comissão técnica”, declarou Mauricio Bara.

Pelo caminhar do projeto, a expectativa é que a política de ‘pés no chão’ continue e com a equipe subindo degrau por degrau a cada temporada. Nos bastidores ninguém faz projeções, mas a boa campanha faz com que o JF Vôlei pense em uma final de Campeonato Mineiro e uma classificação ainda melhor nos playoffs da próxima Superliga.

“O sucesso veio com muita luta. Viemos batalhando por isso há quase dez anos. Já estamos na rua em busca da viabilização da temporada 2017/18. Agora, precisamos aumentar significativamente o nosso aporte financeiro para jogar uma Superliga de maneira digna também fora de quadra. A partir de hoje, esta é a nossa batalha”, completou o diretor do JF Vôlei.

foto: Vitor Bara/JF Vôlei

Nenhum comentário:

Postar um comentário