domingo, 26 de fevereiro de 2017

(Sul-Americano) Sada/Cruzeiro bate o Bolívar e leva o tetracampeonato

Na decisão do Campeonato Sul-Americano de Clubes 2017, o Sada/Cruzeiro derrotou o Personal/Bolívar por 3 sets a 0, parciais de 26/24, 25/23 e 25/23, no ginásio Tancredo Neves. Mais de 1.400 pessoas viram o time celeste ser tetracampeão do torneio e garantir uma vaga no próximo mundial, que ocorrerá na Polônia, em dezembro. Além do título sem perder nenhum set, os mineiros ainda levaram cinco prêmios individuais.

A decisão foi equilibrada desde o primeiro set, em que o Sada/Cruzeiro saiu na frente com dois pontos seguidos de saque do ponteiro Rodriguinho. Os argentinos, no entanto, souberam aproveitar os erros adversários para manter o jogo equilibrado e se alternaram à frente do placar. A vantagem do time cruzeirense foram os cinco pontos de saque assinalados no set, fechando em 26 a 24.

Na segunda parcial, o Sada/Cruzeiro, com erros na recepção e no ataque, permitiu que a equipe argentina abrisse 3 a 0 e depois 7 a 4. A partir daí, o time brasileiro melhorou no passe e no saque, soube aproveitar os contra-ataques e passou pela primeira vez na liderança do placar em 14 a 13. O Sada/Cruzeiro abriu 21 a 14, mas com Gaunano saque o Bolívar encostou em 21 a 19. O Sada voltou a dominar e fechou o set em 25 a 23.

O terceiro set seguiu equilibrado, mas com o Cruzeiro na liderança desde o início até 16 a 12, dando a impressão de uma fácil vitória. O time argentino, porém, reagiu, virou para 17 a 16 e comandou o marcador até 21/20. Com um saque de Isac, o Cruzeiro passou à frente em 22 a 21 e, com um ace de Felipe, que entrou no lugar de Rodriguinho, fechou o jogo em 25 a 23.

“Ganhar um título é sempre muito bom. Nós tivemos uma ótima campanha neste torneio, vencemos e ainda nos classificamos para o Mundial de Clubes na Polônia. Estamos muito felizes, vamos comemorar agora e seguir trabalhando muito”, disse Leal, que anotou 15 pontos na partida.

“Nós oscilamos um pouco, mas fomos frios na hora que tinha que ser, pra buscar o resultado com tranquilidade, quando estávamos atrás. Fomos muito felizes e mais uma vez conquistamos um título, agora o tetracampeonato, que é um resultado muito expressivo para o Sada Cruzeiro, que vale vaga no Mundial. É um time que não se cansa de ganhar, continua fazendo história, e agora é pensar no que vem pela frente”, disse o capitão William.

“Estamos muito felizes por conquistar esse título. Hoje foi um jogo difícil, os times argentinos jogam muito bem taticamente e trabalharam muito bem com o saque flutuado, complicando nossa vida em alguns momentos. Na definição dos sets nós jogamos melhor, com autoridade e agora somos tetracampeões, e isso é uma marca difícil de se atingir. Nosso grupo todo está de parabéns”, analisou o técnico Marcelo Mendez.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: William, Evandro, Leal, Rodriguinho, Simon, Isac e Serginho (líbero)
entraram: Alan, Fernando Cachopa, Éder Levi e Filipe
técnico: Marcelo Mendez

Personal/Bolívar: Demian Gonzalez, Edgar, Aleksiev, Piá, Gauna, Pablo Crer e Alexis Gonzalez (líbero)
entraram: Patti, Lucas Ocampo, Chirivino e Pablo
técnico: Javier Weber

foto: Fredson Souza/MCV

Nenhum comentário:

Postar um comentário