domingo, 8 de janeiro de 2017

(Superliga) Brasil Kirin impõe seu ritmo e derrota JF Vôlei no Taquaral

Pela 1ª rodada do returno da Superliga 2016/2017, o Brasil Kirin ganhou do JF Vôlei por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 25/18, 15/25 e 25/19, no ginásio Taquaral. Com o resultado, a equipe de Campinas chegou aos 25 pontos e subiu para a 4ª posição, enquanto o time mineiro, que segue com 16 pontos, caiu para a 7ª colocação na tabela.

O duelo teve um início com muito equilíbrio, com as equipes trocando pontos. Depois de uma recuperação de bola com os pés do levantador Rodriguinho, o Vôlei Brasil Kirin fez 5 a 4. Na sequência, o time da casa abriu três de vantagem em 8 a 5. O JF Vôlei buscou e encostou em 8 a 7. O Brasil Kirin pontuou com Maurício Souza e marcou 11 a 8. No bloqueio de Rivaldo, os donos da casa chegaram a 13 a 10 e Henrique Furtado pediu tempo. Com mais um bloqueio, dessa vez de Vini, o Brasil Kirin abriu cinco de vantagem (16 a 11). Com Juan Moreno, o JF Vôlei marcou 15 a 19. Diogo pontuou pelo fundo meio e o time campineiro fez 21/16. A equipe visitante reagiu, encostou no placar em 21 a 23 e forçou Horacio Dileo a pedir tempo. E o Kirin fechou em 25 a 22.

Com Maurício Souza no saque, o Vôlei Brasil Kirin abriu 2 a 0. O JF Vôlei buscou o ponto de empate em 4 a 4. Depois de uma bola bastante disputada, Ygor Ceará pontuou e o time da casa abriu dois (6 a 4). A vantagem campineira passou a ser de três em 10 a 7 e o adversário pediu tempo. Com Bruno pelo meio de rede, o JF Vôlei fez 10 a 13. No ponto de Maurício Souza, o marcador esteve favorável ao Brasil Kirin em 16 a 12. Com Ygor Ceará, 20 a 16. No contra-ataque Maurício conseguiu mais um ponto (23 a 17). E, no final, o Vôlei Brasil Kirin fechou em 25 a 18.

O terceiro set começou melhor para o JF Vôlei, que esteve em vantagem em 3 a 2. O Vôlei Brasil Kirin virou o jogo com Rivaldo: 4 a 3. O time visitante passou a jogar bem e, em boa passagem do levantador Rodrigo pelo saque, abriu três de vantagem em 8 a 5. Ainda com Rodrigo no saque, o JF Vôlei colocou o dobro de pontos no placar (10 a 5). Melhor em quadra, no bloqueio, o JF Vôlei fez 13 a 6. O Brasil Kirin reduziu a diferença para 10 a 14. O time de Juiz de Fora voltou a abrir vantagem (17 a 10) e Horacio Dileo pediu tempo. A diferença seguiu grande em 20 a 12. No final, vitória do JF Vôlei por 25 a 15.

Determinado a buscar a vitória no set e fechar o jogo, o Brasil Kirin começou bem a quarta parcial e abriu 3 a 0. No bloqueio de Maurício Souza, o time da casa chegou a 6/2. No erro do JF Vôlei, o Vôlei Brasil Kirin abriu 10 a 6. O time de Juiz de Fora reagiu e encostou no placar em 11 a 13. Contando com erros do adversário, a equipe campineira voltou a abrir vantagem: 16 a 12. Neste momento, Henrique Furtado pediu tempo. Com dois pontos seguidos de Maurício Souza, o Brasil Kirin chegou a 18 a 14. No bloqueio de Renan, o JF fez 16 a 18 e Dileo parou o jogo. O Juiz de Fora ainda encostou em 17 a 18, mas o Kirin voltou a abrir em 20 a 17. O time da casa administrou o placar e fechou o set em 25 a 19.

“O time se mobilizou bastante nessa semana de treinamentos depois de um período de descanso. Nos preparamos no horário da partida e esse grupo fez por merece. Jogamos muita bola, vencemos em 3 a 1, fizemos o nosso dever de casa e agora seguimos em frente confiantes (...) Fizemos um primeiro turno muito bom e agora vamos crescer nesse returno. É esse o planejamento e nós estamos correspondendo dentro da quadra”, disse o líbero Tiago Brendle.

“Fizemos um jogo bom, muito inteligente, jogamos bem no bloqueio e defesa. Perdemos a concentração no terceiro set, mas tenho que dar os parabéns ao Juiz de Fora, que fez um trabalho de saque perfeito. Depois reagimos, a responsabilidade era nossa e nós reagimos. Esse é um time fantástico e eles merecem”, destacou o técnico Horacio Dileo.

No próximo sábado, às 20h, o Brasil Kirin enfrenta o Caramuru/Castro, no ginásio José Pagnacco. No mesmo dia, às 21h30min, o JF Vôlei pega o Sada/Cruzeiro, no ginásio do Riacho, em Contagem.

Equipes:

Brasil Kirin: Rodriguinho, Rivaldo, Maurício Souza, Vini, Ygor Ceará, Diogo e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Jotinha, Baiano e Bruno Temponi
técnico: Horacio Dileo

JF Vôlei: Rodrigo, Renan, Rômulo, Bruno, Ricardo, Rammé e Fábio Paes (líbero)
entraram: Juan, Adami, Diego e Drago
técnico: Henrique Furtado

foto: Cinara Piccolo/Vôlei Brasil Kirin

Nenhum comentário:

Postar um comentário