sábado, 21 de janeiro de 2017

(Copa Banco do Brasil) Funvic/Taubaté supera Sesi-SP e leva o título

O Funvic/Taubaté sagrou-se campeão da Copa Banco do Brasil 2017. A equipe do Vale do Paraíba derrotou o Sesi-SP por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/21 e 30/28, e subiu ao degrau mais alto do pódio da competição realizada no ginásio Taquaral, em Campinas. O time dirigido pelo técnico Cezar Douglas conquistou o segundo título, depois de ter vencido também em 2015.

Wallace foi acionado na primeira bola e abriu o placar para o Funvic Taubaté. No bloqueio de Éder, a equipe do Vale do Paraíba fez 3 a 1. A vantagem no marcador aumentou com o bom saque de Vinícius: 5 a 2. O Sesi-SP pontuou no bloqueio e encostou em 4 a 5. O time da Vila Leopoldina deixou tudo igual em 7 a 7. No ace de Lucão, mais um empate (10 a 10). O Taubaté voltou a colocar dois de vantagem em 12 a 11. Em boa passagem de Vinícius pelo saque, o Funvic Taubaté abriu 14 a 11 e Pacheco pediu tempo. Otávio pontuou e marcou 17 a 13. Com dois pontos seguidos de Raphael no bloqueio, o time do Vale do Paraíba fez 20 a 14. Éder pontuou e Taubaté chegou a 23 a 17. E, no erro de saque do adversário, o Funvic Taubaté fechou em 25 a 18.

O Sesi-SP saiu na frente, e o time de Taubaté virou em 3 a 2. O placar esteve igual em 5 a 5. Com Bruninho atacando, a equipe da Vila Leopoldina chegou a 7 a 6. No bom saque de Otávio foi a vez do Funvic Taubaté assumir o comando do marcador: 8 a 7. Bruninho acertou dois saques seguidos e o Sesi-SP marcou 10 a 8. Com bloqueio duplo de Otávio e Lóh, o grupo do Vale do Paraíba chegou ao ponto de empate (12 a 12). Com Lucas Lóh no contra-ataque, o Taubaté virou para 14 a 13. Em mais um ponto de contra-ataque, desta vez com Vinícius, o Funvic colocou dois em 17 a 15. O Sesi-SP buscou e no ponto de saque de Bruninho, empatou em 17 a 17. Com ponto de saque de Douglas, o time da capital fez 19 a 18 e Cezar Douglas pediu tempo. O jogo esteve igual em 20 a 20. Com Otávio, o time de Taubaté fez 23 a 21. No final, Funvic Taubaté 25 a 21.

O Sesi-SP abriu o terceiro set com ponto de bloqueio. Também neste fundamento, Éder pontuou e fez o Funvic Taubaté abrir 4 a 2. Ainda em boa passagem de Raphael pelo saque, o time do Vale do Paraíba chegou a 5 a 2 e Pacheco pediu tempo. No erro do saque do adversário, o Taubaté marcou 7 a 4. Depois de bom saque de Wallace, Lucas Lóh bloqueou e o placar passou a 9 a 5. O Sesi-SP reagiu e reduziu a diferença para 8 a 10. No erro do adversário, ainda chegou a 9 a 10. Cezar Douglas parou o jogo. Na volta, Douglas conseguiu bom saque e o marcador ficou igual (10 a 10). Com Raphael no saque, o Taubate conseguiu voltar a abrir dois (12 a 10). O Sesi-SP voltou a pontuar bem e, no bloqueio, virou o jogo para 14 a 13. O set esteve igual em 15 a 15. Com Wallace bem no saque, o grupo do Vale do Paraíba chegou a 19/17. No bloqueio de Otávio, 20 a 17. O Sesi-SP demonstrou poder de reação e encostou em 20 a 21. Cezar Douglas pediu tempo. No bloqueio de Fábio, o set ficou igual em 22 a 22. O Sesi-SP virou o jogo em 23 a 22. O placar esteve igual em 24 a 24. Com Theo, o Sesi-SP chegou a 26 a 25. No erro do adversário, Taubaté chegou a 27 a 26. Empate em 28 a 28. No ace de Otávio, o Funvic Taubaté fechou em 30 a 28.

“Tentei esquecer tudo que estava acontecendo, o placar e me concentrei naquele momento para fazer um lançamento bom e estive confiante. Nesses dois últimos jogos, a nossa equipe sacou muito bem. Essa foi realmente uma arma do time. Estamos treinando muito para isso e todo o grupo está confiante neste fundamento”, disse o central Otávio.

“Tivemos momentos de alto nível para os dois lados e quem tem a responsabilidade de decidir foi para ganhar o ponto. Todos responderem bem nos momentos importantes da partida também conta muito, além do título. Nos dois primeiros, conseguimos jogar muito bem taticamente e no terceiro foi um pouco mais de emoção, contagiado pela nossa torcida”, analisou o treinador Cezar Douglas.

“A gente sabe o quanto é difícil jogar uma final contra o Taubaté. É uma equipe que estamos acostumados a enfrentar e temos que entrar fortes. Hoje faltou isso, erramos em coisas que não podíamos ter errado. Não jogamos como na semifinal e sofremos com a força deles. O Taubaté tem peças que desequilibram e hoje fizeram a diferença. Deixamos alguns pontos passarem e não conseguimos recuperar”, comentou o líbero Serginho.

Equipes:

Funvic/Taubaté
: Rapha, Wallace, Éder, Otávio, Lucas Lóh, Vinícius e Mário Jr. (líbero)
entraram: Japa e Mesa
técnico: Cezar Douglas

Sesi-SP:
Bruno, Théo, Leandro Aracaju, Lucão, Douglas Souza, Murilo e Serginho (líbero)
entraram: Alan, Rafa, Leitze e Fábio
técnico: Marcos Pacheco

foto: Bruno Miani/Inovafoto/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário