quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

(Superliga) Sada/Cruzeiro bate Brasil Kirin em Campinas e segue invicto

Mesmo jogando no ginásio Taquaral, com 2.600 pessoas presentes, o Sada/Cruzeiro derrotou o Brasil Kirin por 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/22 e 25/20, pela 11ª e última rodada do turno da Superliga 2016/2017. Com o resultado, a equipe mineira chegou aos 32 pontos, consolidando-se na liderança de maneira invicta, enquanto o time de Campinas caiu para a 4ª posição, com 22 pontos.

Leal abriu o placar do jogo para o Sada Cruzeiro com uma bola de fundo meio. A equipe mineira ainda abriu 4 a 1. Com Diogo pontuando, o Vôlei Brasil Kirin reduziu a diferença para 4 a 6. Com Evandro, o time do Cruzeiro voltou a abrir e marcou 9 a 5. No ace de Leal, o Sada chegou 16 a 9. Contando com erros do adversário, o Brasil Kirin fez 13 a 17. Na sequência, a equipe da casa reagiu e diminuiu ainda mais a desvantagem, chegando a 16 a 18 e forçando Marcelo Mendez a pedir tempo. Na volta, 17 a 18. No bloqueio de Diogo, 19 a 20. E com Isac também neste fundamento o Sada Cruzeiro fez 23 a 20. E, com Filipe, o Sada Cruzeiro fez 1 a 0: 25 a 21.

O time mineiro começou o segundo set também com boa vantagem, abrindo 5 a 1. A vantagem seguiu em quatro quando os visitantes chegaram a 9 a 5. No bloqueio de Simón, o Sada Cruzeiro fez 12 a 5. Quando o placar foi a 14 a 6 para o adversário, Horacio Dileo pediu tempo. No ace de Evandro, o Sada/Cruzeiro abriu boa vantagem: 16 a 7. Com Simón, 18 a 9. Com ponto de saque de Maurício Souza, o Brasil Kirin fez 17 a 21 e Marcelo Mendez parou o jogo. Em boa passagem de Temponi pelo saque, o time da casa encostou em 21 a 23. Com Leal, o Cruzeiro fechou em 25 a 22.

O Sada Cruzeiro saiu na frente também no terceiro set, abrindo 4 a 1 no ponto de Evandro. O Vôlei Brasil Kirin buscou o placar e, com Vini pontuando bem, assumiu o comando do set, fazendo 7 a 5. Em boa passagem de Leal pelo saque, o time mineiro voltou a comandar o marcador (8 a 7). No ponto direto de saque de Evandro, o Sada fez 12 a 9 e Horacio Dileo pediu tempo. A diferença caiu para dois em 15 a 13. A parcial seguiu bem disputada, com equilíbrio (18 a 17). Com Simón em um belo ataque, depois de grande levantamento de William, o Sada/Cruzeiro fez 22 a 19. E Leal fechou o jogo em 25 a 20.

“Vai ser bom para descansar um pouco, porque nosso time estava com muita tensão. Terminamos bem esse primeiro turno e esperamos recomeçar bem também", analisou o central Simón, eleito o melhor em quadra.

“Foi um jogo muito difícil. Esperávamos por isso. O Sada foi montado para ser campeão da Superliga. Agora, temos que ter cabeça, calma, seguir com foco e trabalhando. Fizemos um bom primeiro turno e temos que voltar bem para o próximo também", comentou o central Maurício Souza.

Com o recesso para as festas de final de ano, os clubes só voltam a quadra no dia 7 de Janeiro. Às 19h, o Sada/Cruzeiro recebe o São Bernardo, no ginásio do Riacho, em Contagem, enquanto às 14h10min, o Vôlei Brasil Kirin jogará contra o JF Vôlei, no ginásio do Taquaral, em Campinas.

Equipes:

Brasil Kirin: Rodriguinho, Rivaldo, Vini, Maurício Souza, Ygor Ceará, Diogo e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Baiano, Jotinha e Bruno Temponi
técnico: Horacio Dileo

Sada/Cruzeiro: William, Evandro, Isac, Simón, Filipe, Leal e Serginho (líbero)
entraram: Alan e Fernando Cachopa
técnico: Marcelo Mendez

foto: Gabriel Inamine/Vôlei Brasil Kirin

Nenhum comentário:

Postar um comentário