sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

(Superliga) Montes Claros mostra força e quebra invencibilidade do Brasil Kirin

Com cerca de 3.100 torcedores no ginásio Tancredo Neves, o Montes Claros derrotou o Brasil Kirin por 3 sets a 1, parciais de 21/25, 25/17, 25/18 e 25/22, pela 7ª rodada da Superliga 2016/2017. Com o resultado, a equipe mineira chegou aos 15 pontos e assumiu a 4ª posição, enquanto o time de Campinas, que perdeu sua invencibilidade, permanecer na vice-liderança, com 16 pontos.

Bruno Temponi abriu o placar do jogo com ponto de contra-ataque para o Brasil Kirin. Com Jonatas, o Montes Claros fez 2 a 2. O time paulista seguiu bem e abriu 5 a 2. No bloqueio de Diogo, o Brasil Kirin fez 8 a 3. A equipe visitante ainda fez 10 a 6. Os donos da casa buscaram e, no bloqueio de Jonatas, chegaram ao ponto de empate em 11 a 11. O Brasil Kirin voltou a pontuar e com Maurício Souza no bloqueio fez 14 a 12. Com Bob, o Montes Claros deixou igual novamente: 14 a 14. Mais uma vez o time paulista reagiu e, quando fez 17 a 14, Marcelinho Ramos pediu tempo. Com Baiano, que havia acabado de entrar, o Brasil Kirim chegou a 20 a16. O Montes Claros encostou em 20/19 e foi a vez de Horacio Dileo parar o jogo. Com dois pontos de saque seguidos de Vini, o grupo paulista marcou 24 a 20. E o Brasil Kirin fechou em 25 a 21.

O Montes Claros abriu o placar do segundo set e fez 2 a 0. A equipe da casa seguiu com ritmo forte e marcou 6 a 1. Neste momento, Horacio Dileo pediu tempo. No bloqueio simples de Temponi, o Brasil Kirin reduziu bem a diferença no placar para 9 a 6. Com Luan Weber pontuando mais, o time mineiro chegou a 15 a 8. Com Bob na entrada de rede, o placar foi a 16 a 9. A vantagem do Montes Claros foi de seis em 18 a 12. Na sequência, o s donos da casa chegaram a 23/16. Sem enfrentar grandes dificuldades e contando com o oposto Luan em melhor momento, o Montes Claros fechou o segundo set em 25 a 17.

A terceira parcial começou com equilíbrio e o empate em 4 a 4. Depois de uma bola bastante disputada, o Montes Claros pontuou e fez 9 a 6. Contando com erros do adversário, o time mineiro ainda chegou a 13 a 8. Quando o placar apontou 16 a 8, o treinador do Brasil Kirin pediu um tempo. De oito, a diferença caiu para seis em 17 a 11. No bloqueio de Salsa, o Montes Claros Vôlei fez 19 a 12. Com Luan explorando o bloqueio adversário, 21 a 14. Com o ponteiro Bob pontuando bem, o time mineiro fechou o set em 25 a 18.

O quarto set começou com uma bola muito disputada, com grandes defesas do líbero Gian, que foi premiado com o ponto para o time do Montes Claros. No ace de Luan, a equipe mineira fez 3 a 1. Com ponto de saque de Vini, o Brasil Kirin encostou no placar: 6 a 5. Depois, no bloqueio de Temponi, 8 a 7 para o time paulista. O placar ficou igual em 14 a 14. Com Luan, a equipe de Montes Claros abriu quatro de vantagem (19 a 15), forçando o treinador adversário a pedir tempo. O Brasil Kirin diminuiu a diferença no marcador para 20 a 18. A vantagem mineira esteve em dois em 23 a 21. No final, vitória do Montes Claros por 25 a 22.

“Trabalhamos sério e sempre para vencer, mas respeitamos muito os outros adversários e temos muito para buscar. Foi importante para dar confiança ao grupo, já que viemos de uma sequência de três jogos contra três das melhores equipes do país e fizemos três jogos incríveis”, afirmou o técnico Marcelinho Ramos, sobre Sesi-SP, Funvic/Taubaté e Brasil Kirin.

Na próxima quarta-feira, dia 7, às 19h, o Montes Claros recebe o Sada/Cruzeiro, no ginásio Tancredo Neves. Já o Brasil Kirin jogará apenas no sábado, dia 10 quando irá enfrentar o Funvic/Taubaté, no ginásio Abaeté.

Equipes:


Montes Claros: Murilo Radke, Luan, Salsa, Robinho, Bob, Jonatas e Gian (líbero)
entraram: Alê e Rafael
técnico: Marcelinho Ramos

Brasil Kirin: Jotinha, Rivaldo, Vini, Maurício Souza, Diogo, Temponi e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Baiano, Rodriguinho, Ygor Ceará e Matheus
técnico: Horacio Dileo

foto: Fredson Souza/MCV

Nenhum comentário:

Postar um comentário