quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

(Superliga) Sete mil pessoas viram o Sada/Cruzeiro vencer Montes Claros

Mesmo enfrentando a pressão de mais de sete mil pessoas no ginásio Tancredo Neves, o Sada/Cruzeiro derrotou o Montes Claros por 3 sets a 0, parciais de 28/26, 28/26 e 25/21, pela 8ª rodada da Superliga 2016/2017. Com o resultado, o time celeste segue líder absoluto, com 24 pontos e permanece invicto, enquanto o Pequi Atômico, que vinha embalado, acabou caindo para a 6ª colocação, com 15 pontos. 

As duas equipes entraram em quadras dispostas a manterem suas sequências positivas na competição. O equilíbrio era evidente e quem esteve presente no ‘Caldeirão’ presenciou uma boa partida de voleibol. Com destaque para o oposto Evandro, o Sada/Cruzeiro conseguiu abrir três pontos de diferença na metade do primeiro set: 12 a 15. O Montes Claros respondia com bom trabalho de saque e nos contra-ataques conseguiu deixar tudo igual: 20 a 20. A partir daí, o duelo foi disputado ponto a ponto até que os visitantes fecharam em 26 a 28.

O segundo set foi parecido com a parcial anterior, com o início bastante equilibrado, mas logo o Sada/Cruzeiro conseguiu abrir vantagem: 8 a 12 (sendo dois aces de Evandro). Com destaque para o oposto Luan, os donos da casa reagiram e encostaram: 13 a 15, o que fez o técnico Marcelo Mendez parar o jogo. Forçando bastante o saque, o Montes Claros cresceu no confronto e deixou tudo igual: 16 a 16, e novamente a partida ficou emocionante até o final, quando no bloqueio de Simon, o time celeste fez 26 a 28.

No terceiro set, o Sada/Cruzeiro começou impondo seu jogo e logo fez 2 a 6 no placar. O levantador Fernando Cachopa, que substituiu William (poupado) fez uma grande partida, distribuindo bem o jogo e fazendo seus principais atacantes pontuadores acima dos dois dígitos: 7 a 12. No ace de Isac, os visitantes abriram boa diferença: 11 a 17 e mesmo com uma reação do Montes Claros, os atuais campeões mundiais tiveram tranquilidade para fechar em 21 a 25.

“Foi um bom jogo. Acho que nos dois primeiros sets eles jogaram tudo o que tinham, fizeram algumas mudanças táticas e aproveitaram contra-ataques, deixando o jogo bem equilibrado. Mas fomos melhores e conseguimos abrir os 2 a 0. Acho que eles sentiram um pouco e nós continuamos com um ritmo muito bom no terceiro. Isso fez toda a diferença para conseguirmos a vitória”, declarou o levantador Fernando Cachopa.

“O jogo foi bem disputado, eles começaram forte, sacando bem, virando os ataques deles. Os dois primeiros sets foram bem apertados. No terceiro, entramos um pouco mais focados e aproveitamos e abrimos um pouco. Mas, foi um jogo bem legal e contra um adversário que já vem surpreendendo adversários e que, com certeza, vai continuar nesse ritmo”, afirmou o oposto Evandro. 

“O desempenho tem muito a ver com a qualidade do time adversário, sabíamos que seria um duelo de certa forma difícil, mas ainda assim conseguimos equilibrar o jogo, que é o que mostram as parciais. Uma coisa é quando não se consegue o sucesso por falta de iniciativa, outra é quando não se consegue por imposição e qualidade do time adversário, isso foi o que aconteceu hoje” avaliou o técnico Marcelinho Ramos.

O próximo compromisso do Sada/Cruzeiro já é neste sábado, às 14h10min, diante do Sesi-SP, no ginásio da Vila Leopoldina. No mesmo dia, às 18h, o Montes Claros faz um duelo direto contra o JF Vôlei, no ginásio Tancredo Neves.

Equipes:

Montes Claros: Murilo Radke, Luan, Jonathas, Bob, Robinho, Salsa e Gian (líbero)
entraram: Alê, Rafael, Cleber Mineiro e Wanderson
técnico: Marcelinho Ramos.

Sada/Cruzeiro:
Fernando Cachopa, Evandro, Leal, Rodriguinho, Isac, Simon e Serginho (líbero)
entraram: Alan e Filipe
técnico: Marcelo Mendez

foto: Fredson Souza/MCV

Nenhum comentário:

Postar um comentário