sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

(Superliga) Garotos do São Bernardo encaram os experientes do Brasil Kirin

Neste sábado, às 11h, São Bernardo e Brasil Kirin se enfrentam no ginásio Baetão, com a promessa de ser um duelo de gerações, válido pela 10ª rodada da Superliga 2016/2017. De um lado está a jovem equipe do ABC, que conta com vários jogadores juvenis do elenco, e atualmente ocupa a 9ª colocação, com nove pontos, enquanto do outro aparece o time de Campinas com vários atletas experientes e acostumados com decisões. A partida terá transmissão do Sportv.

O São Bernardo chega para a partida com a moral elevada, já que venceu o Lebes/Gedore/Canoas, na rodada passada, em pleno ginásio La Salle, no Rio Grande do Sul. O técnico Douglas Chiarotti, junto com o levantador Marlon, o mais experiente do grupo, com 39 anos, conseguiram dar a confiança que alguns jogadores precisavam e a conquista do Campeonato Paulista Sub-21 também auxiliou nesse quesito.

Neste confronto, o São Bernardo deixa o ginásio Adib Moyses Dib, onde costuma mandar seus jogos, para atuar no Baetão, com capacidade para 650 pessoas. Entretanto, a equipe do ABC trabalhou durante toda a semana no local para se adaptar e segundo o gerente da equipe, Joel Monteiro, essa mudança não será um fator que impedirá as equipes de realizar um bom espetáculo.

“É inegável que o Poliesportivo é melhor e está mais adequado para receber público, pois tem capacidade para receber mais de seis mil pessoas, mas por motivos alheios a nossa vontade não podemos jogar lá. Na questão técnica muda um pouco, mas não podemos usar isso como álibi, porque treinamos a semana toda para se adaptar ao ginásio. Acho que para Campinas pode ser um fator negativo, por se tratar de um ginásio menor, com teto baixo, mas tenho certeza que não vai interferir no fator técnico da partida, até porque o Baetão já recebeu jogos do Campeonato Paulista e da própria Superliga”, declarou o gerente da equipe, Joel Monteiro.

Pelo lado do Brasil Kirin, a moral também está grande, já que o time na última quarta-feira venceu o Sesi-SP em partida história na Arena Guilherme Paraense, em Belém. Entretanto, o técnico Horacio Dileo deixa claro que o momento é de seguir com o ‘pés no chão’ e pensando jogo a jogo, além de melhorar fundamentos que ainda precisam de aprimoramento.

O que não falta no elenco do time de Campinas é jogador experiente, como o oposto Rivaldo, o levantador Rodriguinho, o ponteiro Diogo e os centrais Vini e Maurício Souza. Esses jogadores estão acostumados a encarar desafios e terão mais um neste sábado, já que após atuarem para mais de set mil pessoas no Pará vão encarar o Baetão, que pode se tornar um verdadeiro alçapão para os adversários.

“Tivemos um tropeço e uma vitória, mas o saldo é positivo. Conseguimos manter uma evolução, um padrão de jogo, e não perdemos contato com os primeiros colocados. É claro que ainda precisamos melhorar, mas vejo que estamos no caminho certo (...) São Bernardo é um time jovem, que joga solto, sem tanta responsabilidade e vem crescendo na Superliga. Por isto, é necessário ter cuidado. Precisamos ser agressivos, nos impor no saque, na virada de bola e construir o jogo aos poucos”, comentou o técnico Horacio Dileo.

Equipes:

São Bernardo: Marlon, Madaloz; Wennder, Babu; Gabriel, Ademar; Rafinha (líbero)
técnico: Douglas Chiarotti

Brasil Kirin: Rodriguinho, Rivaldo, Vini, Maurício Souza, Ygor Ceará, Diogo e Tiago Brendle (líbero)
técnico: Horacio Dileo

foto: São Bernardo/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário