terça-feira, 13 de dezembro de 2016

(Superliga) Quarta-feira de Brasil Kirin x Sesi-SP na Arena Guilherme Paraense

Em jogo atrasado da 8ª rodada da Superliga 2016/2017, o Brasil Kirin enfrenta o Sesi-SP, nesta quarta-feira, às 21h, na Arena Guilherme Paraense, mais conhecido como Mangueirinho, em Belém. Na 5ª colocação, com 16 pontos, o time de Campinas quer voltar ao G-4, após duas derrotas consecutivas, enquanto a equipe paulistana, hoje no 3º lugar, com 20 pontos, quer a vitória para voltar a se aproximar da liderança. A partida terá transmissão do Sportv.

A iniciativa de promover o jogo em Belém foi do Brasil Kirin, que tem uma de suas fábricas na região. Os dirigentes convidaram o Sesi-SP, que concordou prontamente com a ação, e os times que contam com cinco campeões olímpicos serão atração de uma festa que promete movimentar a cidade. Muitos ingressos já foram vendidos, mas ainda há disponível para completar o ginásio que tem capacidade para 10 mil torcedores. A expectativa é de casa cheia.

O Brasil Kirin chega para o confronto após perder para Montes Claros e Funvic/Taubaté, o que lhe fez cair da vice-liderança para o quinto lugar. O técnico Horacio Dileo entende que o momento é de ter tranquilidade, mas também de buscar errar o menos possível diante de um adversário qualificado. O clima é de festa na cidade, mas todos da equipe campineira estão concentrados para ganhar os três pontos.

“Vimos que a cidade já está respirando vôlei desde o primeiro contato. Agradecemos a forma como fomos recebidos e toda organização. Agora é hora de concentrar e seguir a preparação porque é mais um jogo importante que teremos pela frente” comentou o coordenador técnico André Heller.

“É mais um jogo complicado no nosso caminho. Tivemos uma folga boa, que deu pra recuperar bem e agora é hora de treinar duro. Vamos ter uma semana cheia para trabalhar, estudar e seguir evoluindo nosso jogo”, disse o técnico Horacio Dileo. 

“Ficamos impressionados com a recepção do pessoal de Belém e com a estrutura do Mangueirinho. Tenho certeza que o ginásio estará lotado e como o mando de jogo é nosso, esperamos que a torcida esteja ao nosso lado e nos ajude a fazer a diferença (...) Viemos de dois jogos sem conseguir fazer nosso melhor. Acabamos não pontuando e caímos um pouco na classificação. Precisamos da vitória pra continuar entre os primeiros nesta reta final de turno. Não será um jogo fácil, mas estamos focados e confiantes”, afirmou o central Vini

Pelo lado do Sesi-SP, a oportunidade de fazer parte desse evento também chama atenção, porém o objetivo é ganhar e se aproximar do Sada/Cruzeiro (hoje líder com 26 pontos). Sem contar com o ponteiro Murilo, que sofreu uma lesão no braço e só deve retornar em três semanas, o técnico Marcos Pacheco aposta no jovem Fábio, que teve boa atuação na derrota diante do Sada/Cruzeiro.

“Estar em Belém, uma cidade onde não tem o hábito de receber o voleibol, e poder mostrar um pouco mais do nosso esporte para essa população é fantástico. Vamos fazer o máximo dentro de quadra para dar um belo espetáculo para os torcedores daqui”, garantiu o líbero Serginho.

“A expectativa já vem com todo envolvimento natural de relevância desse jogo. É muito importante para nós uma vitória, o que nos deixa em segundo lugar isolado, e mais perto do primeiro colocado. É um jogo que naturalmente se cria uma expectativa grande. São duas equipes que se conhecem muito bem, que se enfrentam com frequência em momentos decisivos e que tem lá as suas rivalidades”, comentou o técnico Marcos Pacheco.

“Essa situação de se jogar em um campo neutro, fora de casa ou no visitante, que seria Campinas, que nós conhecemos muito bem, causa uma certa expectativa no sentido do próprio ginásio, suas referências e a questão do clima. Quanto ao frio na barriga pela mudança, nós temos jogadores acostumados a jogar no mundo inteiro, situações novas e diferentes, então se adaptam com um pouco mais de facilidade. Mas com certeza vai ter um carinho especial da torcida em Belém que será bacana, estamos com uma expectativa muito boa”, completou o comandante do Sesi-SP.

Equipes:

Brasil Kirin: Rodriguinho, Rivaldo, Diogo, Bruno Temponi, Maurício Souza, Vini e Tiago Brendle (líbero)
técnico: Horacio Dileo

Sesi-SP: Bruninho, Theo, Douglas Souza, Fábio, Aracaju, Lucão e Serginho (líbero)
técnico: Marcos Pacheco

foto: Thiago Gomes/Ag. Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário