quinta-feira, 24 de novembro de 2016

(Superliga) Sesi-SP conquista vitória importante diante do Montes Claros

Na abertura da 5ª rodada da Superliga 2016/2017, o Sesi-SP derrotou o Montes Claros por 3 sets a 1, parciais de 25/23, 21/25, 26/24 e 25/20, diante de um público de 4.998 pessoas no ginásio Tancredo Neves. Com o resultado, o time paulistano chegou aos 13 pontos e segue na 3ª posição, enquanto o Pequi Atômico parou nos nove pontos e permanece no 5º lugar da tabela.

O Montes Claros abriu a partida com ponto de bloqueio. O Sesi-SP virou o placar no erro do adversário e fez 3 a 2. Em grande passagem de Douglas pelo saque, o time paulista chegou a 5 a 2 e Marcelinho Ramos pediu tempo. No bloqueio de Murilo, o Sesi-SP ainda marcou 7 a 3. Com ponto de Luan, o Montes Claros reduziu a diferença no placar para 10 a 8. Em uma grande recuperação de bola do levantador Bruninho com os pés, o Sesi pontuou e marcou o 15º, enquanto o adversário tinha 13. A parcial seguiu equilibrada e disputada ponto a ponto. No erro da equipe paulista, o Montes Claros deixou tudo igual (18 a 18). Já na reta final, com Bob, o time da casa fez 21 a 20 e Pacheco pediu tempo. O Sesi-SP voltou a pontuar e fechou em 25 a 23.

O segundo set começou também equilibrado, com o Montes Claros Vôlei com um de vantagem em 3 a 2. Em bom momento, o time da casa chegou a 9 a 5 e forçou o adversário a parar o jogo com pedido de tempo. Na volta, o Montes Claros ainda fez 10 a 5. No ace de Luan, os donos da casa chegaram a 13 a 8. A diferença no placar passou a ser de quatro pontos em 17 a 13. Com Luan pontuando bastante, a equipe mineira chegou a 19 a 12. Lucão fez o 16º ponto do time paulista, enquanto o Montes Claros tinha 21. Em boa passagem de Murilo pelo saque, o Sesi-SP passou a pontuar mais e fez 19 a 22. Com a evolução do adversário, que aproximou ainda mais em 23 a 21, Marcelinho Ramos pediu tempo. No final, melhor para o Montes Claros, que fechou em 25 a 21.

A terceira parcial começou com ponto de bloqueio de Murilo a favor do Sesi-SP. A equipe paulista seguiu melhor e abriu 4/1. Bem no bloqueio, desta vez com Bruninho, o Sesi-SP chegou a 5 a 1. No erro de saque do adversário, o Montes Claros Vôlei diminuiu a diferença para 7 a 5. No ponto de saque de Théo, o Sesi-SP voltou a abrir em 12 a 9. O jogo voltou a ganhar emoção quando o placar esteve quase igual em 15 a 14 para o Sesi-SP. E, no bom saque de Jonatas, o Montes Claros deixou tudo igual em 17 pontos. O set esteve novamente empatado em 20 a 20, em 22 a 22 e 24 a 24. No final, com Riad, o Sesi-SP fez 26 a 24.

Embalado, o time do Sesi-SP voltou melhor também para o quarto set. O grupo paulista pontuou melhor e, com Riad, chegou a 9 a 5. Quando a vantagem do Sesi-SP foi ao dobro de pontos (12 a 6), o treinador do Montes Claros Vôlei pediu tempo. No bloqueio duplo de Théo e Lucão, o time visitante manteve os seis pontos de vantagem em 16 a 10. No bloqueio de Robinho, o Montes Claros reduziu a desvantagem para 18 a 15 e Marcos Pacheco pediu tempo. No ace de Lucão, o Sesi-SP colocou 20 a 16. Com Douglas Sousa, 21. No ponto de bloqueio de Théo, 25 a 20 para o Sesi-SP.


“Foi um jogo bem difícil e imaginámos que seria assim. A torcida do Montes Claros sempre comparece, como aconteceu hoje, e o time vem com fome de vitória contra nós. Mas, é sempre assim. Todos os times querem ganhar do Sesi-SP (...) Estou voltando de lesão e fico feliz por conseguir jogar bem, ajudar o time e ganhar o Troféu VivaVôlei neste momento. Estou feliz de estar voltando a minha melhor forma”, disse o ponteiro Douglas Souza.

No próximo sábado, às 18h, o Sesi-SP volta a quadra para enfrentar o São Bernardo, no ginásio do Sesi/Santo André. Já o Montes Claros pega a Funvic/Taubaté na segunda-feira, às 20h, no ginásio Abaeté.

Equipes:

Montes Claros:
Murilo Radke, Luan, Salsa, Robinho, Bob, Jonatas e Gian (líbero)
entraram: Rafael, Alê, Vanderson e Índio
técnico: Marcelinho Ramos

Sesi-SP: Bruninho, Théo, Lucão, Aracaju, Murilo, Douglas Souza e Serginho (líbero)
entraram: Alan, Rafa e Riad
técnico: Marcos Pacheco

foto: Fredson Souza/MCV

Nenhum comentário:

Postar um comentário