domingo, 27 de novembro de 2016

(Superliga) JF Vôlei vira pra cima do Lebes/Gedore/Canoas e sobe na tabela

Pela 6ª rodada da Superliga 2016/2017, o JF Vôlei, de virada, venceu o Lebes/Gedore/Canoas por 3 sets a 2, parciais de 25/20, 23/25, 17/25, 25/27 e 15/12, no ginásio da UFJF. Com o resultado, o time mineiro chegou aos dez pontos, assumindo a 5ª colocação, enquanto a equipe gaúcha segue sem vencer e caiu para o 11º lugar, com três pontos ganhos.

A partida iniciou com o JF Vôlei melhor e colocando 8 a 5 no placar. Com boa atuação do oposto Renan, os donos da casa seguiram na frente do marcador com boa vantagem: 13 a 7 e chegaram a fazer 20 a 12, pois o Lebes/Gedore/Canoas errava demais. No final, o time gaúcho esboçou uma reação, mas não o suficiente e a vitória foi dos mineiros por 25 a 20. 

A segunda parcial começou equilibrada, com o Lebes/Gedore/Canoas mais concentrado em quadra. Apostando mais no saque e indo melhor no bloqueio, os visitantes abriram 7 a 9 e logo colocaram 9 a 12 no placar. O JF Vôlei seguia perto no marcador: 12 a 14 e até o final do segundo set, a diferença se manteve, quando o time gaúcho fechou em 23 a 25.

O terceiro set foi bem parecido com a parcial anterior em seu início: 7 a 7, mas logo o Lebes/Gedore/Canoas tomou a frente do placar: 11 a 12 e conseguiu abrir uma boa diferença com a distribuição do levantador Evandro, que fez todo o time rodar: 15 a 18. Na reta final, com o central Maicon inspirado, os visitantes fizeram 17 a 25, virando assim o confronto.

Quando se esperava uma maior força do time visitante para vencer sua primeira partida na competição, o que se viu foi um JF Vôlei forçando muito o saque: 8 a 6 e tendo no ponteiro Raphael Marcarini um de seus destaques. No duelo era equilibrado, tanto que o Lebes/Gedore/Canoas chegou a virar a parcial: 16 a 19, mas na sequência os donos da casa empataram: 21 a 21 e após muita disputa e bons lances fecharam em 27 a 25.

O tie-break iniciou com o JF Vôlei soltando o braço: 3 a 0. Os visitantes encostaram no placar: 6 a 5, mas quem dominava as ações eram os donos da casa, que tinham no oposto Renan seu principal atacante (26 acertos na partida): 10 a 8. A diferença de dois pontos foi se arrastando até a reta final do jogo, quando os gaúchos encostaram de vez: 13 a 12, mas com boa passagem no saque, os mineiros fecharam em 15 a 12.

“Vencemos uma grande batalha. Foi um jogo duríssimo, com ótimos valores do outro lado da rede, assim como do lado de cá. Não fomos constantes no nível de desempenho. Mas, nos piores momentos, lutamos muito. Ficamos acesos durante todo o tempo. Isso contribuiu muito para a vitória”, declarou o técnico Henrique Furtado.

“Acima de tudo, precisamos manter as cabeças no lugar. Temos 4 vitórias, mas isso ainda não quer dizer nada. Tem muito campeonato pela frente. Claro que ficamos felizes pelos resultados e pela campanha. Mas temos que buscar melhorar e evoluir no dia a dia, cada vez mais (...) Canoas é um adversário muito qualificado, e nosso oponente direto pela classificação aos playoffs. Tivemos alguns vacilos no segundo e no terceiro sets, mas conseguimos reverter de forma magnífica. Quando a bola está complicada, estamos conseguindo nos virar da melhor forma possível. E isso tem sido um diferencial”, declarou o ponteiro Felipi Rammé.

O JF Vôlei volta a quadra no próximo sábado, às 17h, para enfrentar o Minas Tênis Clube, na Arena, em Belo Horizonte. No mesmo dia, às 18h, o Lebes/Gedore/Canoas recebe o Caramuru/Castro, no ginásio La Salle.

Equipes:

JF Vôlei: Rodrigo Ribeiro, Renan Buiatti, Raphael Marcarini, Felipi Rammé, Bruno, Romulo e Fabio Paes (líbero)
entraram: Henrique Adami, Juan Moreno, Franco Drago e Juan Mendez
técnico: Henrique Furtado

Lebes/Gedores/Canoas: Evandro, Alemão, Gabriel, Alison, Ialisson, Maicon e Thales (líbero)
entraram: Felipe, Thomaz, Giovanni e Palotti
técnico: Marcelo Fronckowiak.

foto: Vítor Bara

Nenhum comentário:

Postar um comentário