sábado, 19 de novembro de 2016

(Superliga) Com emoção, Brasil Kirin vence Lebes/Gedore/Canoas no tie-break

Mais de 1.700 pessoas presenciaram um grande jogo de voleibol no ginásio Taquaral. O Brasil Kirin, que saiu perdendo por 2 sets a 0, virou a partida contra o Lebes/Gedore/Canoas no tie-break, parciais de 21/25; 22/25; 25/17; 25/22 e 19/17, pela 4ª rodada da Superliga 2016/2017. Com o resultado, o time de Campinas segue na vice-liderança, com 10 pontos, enquanto a equipe gaúcha continua na 9ª colocação, agora com dois pontos ganhos.

No início da partida, o Lebes/Gedore/Canoas soltou a mão no saque e conseguiu vantagem, chegando a fazer 10 a 13. Com um serviço flutuante do central Maurício Souza, a recepção dos gaúchos caiu, o que facilitou o bloqueio campineiro. Em grande toco de Vini, os comandantes do técnico Horacio Dileo passaram na frente (15 a 14). Entretanto, na reta final, os visitantes voltaram a melhor no passe e com destaque para o ponteiro Gabriel fecharam em 21 a 25.

No segundo set, a partida ficou ainda mais equilibrada. Os dois times trocaram pontos e se revezaram liderança por boa parte da parcial. O Lebes/Gedore/Canoas tinha levantador Evandro inspirado, tanto que fez o oposto Alemão e os ponteiros Gabriel e Alisson Melo pontuarem bastante na partida. Bastante concentrados, os visitantes não se intimidaram com a torcida e venceram novamente: 22 a 25.

Pressionado, o Brasil Kirin contou com grande desempenho do bloqueio para levar o terceiro set. Diogo e Vini anotaram pontos no fundamento e logo deram a vantagem para os campineiros (5 a 3). O paredão seguiu funcionando e, após dois blocks seguidos com Jotinha e Maurício Souza, a vantagem chegou a oito pontos (13 a 5), obrigando o técnico Chiquita a pedir tempo. Com larga frente, os donos da casa ainda marcaram em ponto de saque de Vini e fecharam sem grandes problemas: 25 a 17. 

O Vôlei Brasil Kirin manteve o embalo no quarto set e aproveitou bem os contra-ataques com Diogo e Rivaldo para largar na frente e logo abrir 7 a 2. Bruno Temponi foi para o saque, anotou ace e colocou 15 a 10 no placar. O Lebes/Gedore/Caboas chegou a se recuperar, diminuindo a diferença, mas uma série incrível de três bloqueios seguidos de Maurício Souza deu a vitória para os campineiros na parcial por 25 a 22.

O tie-break foi um teste para cardíaco. O Brasil Kirin começou a todo vapor e abriu 4 a 0 logo de cara, comandado pela boa atuação do ponteiro Bruno Temponi. Os visitantes conseguiram se recuperar e, aos poucos, diminuíram o prejuízo no placar: 12 a 11. O set ficou ainda mais emocionante quando os dois times ficaram empatados (14 a 14). Em meio a tensão, tanto Evandro quanto Jotinha buscavam seus principais atacantes e no final, no contra-ataque de Rivaldo, os donos da casa fizeram 19 a 17.

O Brasil Kirin volta às quadras na próxima quinta-feira, às 21h55min, para enfrentar o Minas Tênis Clube, na Arena JK. Já o Lebes/Gedore/Canoas encara na quarta-feira, às 20h, o Sada/Cruzeiro, no ginásio La Salle.

Equipes:

Brasil Kirin: Jotinha, Rivaldo, Diogo, Bruno Temponi, Maurício Souza, Vini e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Ygor Ceará, Bonora e Krauchuk
técnico: Horacio Dileo

Lebes/Gedore/Canoas: Evandro, Alemão, Alisson Melo, Maicon, Giovanni, Gabriel e Thales (líbero)
entraram: Ialisson, Alison Bastos, Composto, Felipe Hernandez
técnico: Chiquita

foto: Gabriel Inamine/Vôlei Brasil Kirin

Nenhum comentário:

Postar um comentário