domingo, 13 de novembro de 2016

(Superliga) Brasil Kirin vence Copel Telecom/Maringá no tie-break e vira líder

Em uma partida muito equilibrada, o Vôlei Brasil Kirin derrotou o Copel Telecom/Maringá por 3 a 2, parciais de 23/25; 25/23; 22/25; 25/22 e 15/6, no ginásio Chico Neto, pela 3ª rodada da Superliga 2016/2017. Com o resultado, a equipe de Campinas engatou a terceira vitória seguida, somando oito pontos e assumindo a liderança. Já o time paranaense conheceu sua terceira derrota, mais somou o primeiro ponto na competição.

Desde o início, o primeiro set foi marcado pelo equilíbrio. Os donos da casa tentaram assumir o controle da parcial, mas o Brasil Kirin conseguiu deixar o placar empatado em um ace de Diogo (11 a 11). A igualdade persistiu com os dois ataques funcionando bem, sendo que na reta final, os visitantes erraram na virada de bola e o Copel Telecom/Maringá aproveitou para fechar em 25 a 23.

Mais concentrado, o Vôlei Brasil Kirin voltou para o segundo set dominando. Desde o início, o time campineiro tomou o controle do placar e conseguiu abrir diferença em ace de Bruno Temponi (10 a 6). Os paulistas seguiram firmes no saque e dificultaram a vida do adversário e com destaque para o oposto Rivaldo e o central Vini, que também anotaram pontos no serviço, os comandados de Horacio Dileo venceram por 23 a 25.

A igualdade voltou a predominar na terceira parcial. Apesar do inicio dominando dos donos da casa, o Vôlei Brasil Kirin conseguiu se recuperar e empatou o duelo (15 a 15) com boa participação de Rivaldo no ataque. Novamente, no final do set, o Copel Telecom/Maringá foi mais eficiente e aproveitando dois contra-ataques, fecharam em 25 a 22.

O Copel Telecom/Maringá queria vencer o jogo, porém o Vôlei Brasil Kirin não desistia de lutar e mostrando boa recuperação no quarto set, foi buscar a desvantagem duas vezes na parcial. Após início complicado, o time campineiro deixou tudo igual (11 a 11), depois os visitantes se desconcentraram e deixaram o adversário abrir vantagem. Os comandados de Horacio Dileo, no entanto, se recuperaram novamente e passaram na frente com Maurício Souza no saque (19 a 17), obrigando os paranaenses a pedirem tempo. Mesmo com a pressão de mais de 2.500 pessoas no ginásio, o time de Campinas fechou em 22 a 25.

O bloqueio fez a diferença no tie-break. Primeiro com Bruno Temponi, depois com Vini (4 a 2). O central não deu chances para os donos da casa e marcou outro ponto de bloqueio, obrigando o time adversário a pedir tempo (7 a 2). Embalado, o Vôlei Brasil Kirin não teve problemas para fechar o jogo em 15 a 6.

“Foi um jogo bem difícil. Atravessamos alguns momentos não muito bons, especialmente no bloqueio e na defesa, e não conseguimos a atuação que gostaríamos. Mas, foi importante o grupo se manter sereno para buscar o resultado. Depois, melhoramos bem, conseguimos achar mais eles no bloqueio e isso nos deu um pouco mais de facilidade para conseguir a vitória”, disse o ponteiro Diogo, eleito o melhor em quadra.

O Vôlei Brasil Kirin volta a quadra contra Lebes/Gedore/Canoas, no próximo sábado, às 18h, no ginásio Taquaral. Já o Copel Telecom/Maringá pega o Sada/Cruzeiro, nesta terça-feira, às 19h30min, novamente no ginásio Chico Neto.

Equipes:

Copel Telecom/Maringá: Ricardinho, Marcilio, Ualas, Mudo, Sergio, Renato Hermely e Felipe (líbero)
entraram: Thiago Aranha, Leozão, Guilherme Gentil, Aureliano, Elder e Pedro
técnico: Nutti

Brasil Kirin:
Jotinha, Rivaldo, Diogo, Bruno Temponi, Maurício Souza, Vini e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Ygor Ceará e Matheus
técnico: Horacio Dileo

foto: Rodrigo Araujo/Copel Telecom Maringá Vôlei

Nenhum comentário:

Postar um comentário