sexta-feira, 14 de outubro de 2016

(Paulista) Brasil Kirin vence jogo, mas Sesi-SP fatura golden set e vai a final

Quem esteve no ginásio da Vila Leopoldina viu um jogão pelas semifinais do Campeonato Paulista – Divisão Especial. O Vôlei Brasil Kirin venceu, de virada, o Sesi-SP por 3 sets a 2, parciais de 25/20; 25/15; 20/25; 19/25 e 12/15, levando assim a definição da vaga a final para o golden set. Empurrados pela torcida, os comandados de Marcos Pacheco se recuperaram e venceram por 25/22.

Com bom desempenho no ataque, o ponteiro Diogo anotou cinco pontos e ajudou o Vôlei Brasil Kirin a abrir quatro na primeira parada técnica (4 a 8). A parcial foi passando e os donos da casa conseguiram igualar o marcador (14 a 14), com destaque para o central Lucão. Em meio ao equilíbrio, Maurício Souza anotou um ace e levou os visitantes para a frente na segunda parada (15 a 16). Na reta final, o Sesi-SP, com bom desempenho do oposto Theo fechou o primeiro set em 25 a 20.

O segundo set iniciou com o Brasil Kirin novamente melhor, mas logo os donos da casa fizeram pressão no saque e complicaram a virada de bola campineira. Rivaldo e Maurício seguiram como melhores opções para Rodriguinho, mas era Bruninho quem comandava as ações do outro lado da quadra fazendo todos os jogadores do Sesi-SP virarem a bola. No final, muita tranquilidade dos comandados de Marcos Pacheco para fecharem em 25 a 15.

Com 2 sets a 0 contra, Horacio Dileo mexeu no time e colocou Bruno Temponi, que conseguiu equilibrar a equipe, principalmente, na recepção. Com passe na mão, Rodriguinho colocou os atacantes do Brasil Kirin em ação e eles corresponderam colocando 16 a 14 na segunda parada técnica. Na reta final, o central Vini emplacou grande sequência de saque e a equipe de Campinas fechou o terceiro set em 20 a 25.

Embalado pela vitória na parcial anterior, o Vôlei Brasil Kirin cresceu no quartp set, principalmente no bloqueio. Logo no começo da parcial. Temponi e Baiano fecharam a porta do ataque paulistano e abriram 5 a 8. Em outro ponto neste fundamento, o Sesi-SP foi obrigado a pedir tempo: 6 a 10. Na volta da paralisação, Diogo encheu a mão no saque e anotou ace, ampliando a vantagem, sendo na sequência Maurício Souza comandou o paredão dos visitantes, que fecharam em 19 a 25.

No tie-break, o Vôlei Brasil Kirin manteve o ritmo e logo abriu 0 a 3, obrigando o adversário a pedir tempo. Com a boa vantagem, o time campineiro não teve dificuldades para construir a vitória, sendo que Bruno Temponi foi um dos destaques do jogo, chamando a responsabilidade na virada de bola e ajudando os visitantes a fecharem em 12 a 15.

Golden Set - Assim como nas últimas parciais, o Vôlei Brasil Kirin começou em cima e logo abriu 0 a 2. Entretanto, Sesi-SP cresceu no momento certo e com boas atuações do oposto Theo e do ponteiro Murilo passou na frente para tomar o controle do set decisivo. Com o jovem Fabio e o experiente Serginho bem na defesa, os donos da casa foram junto com a torcida para fecharem em 25 a 22.

“Eles entraram com um saque muito forte e bem colocado o que dificultou o nosso passe, era o que eles tinham para conquistar algo aqui hoje. Sofremos um pouco durante o jogo, o que faz parte, mas no final voltamos a crescer e conseguimos, com o apoio e vibração do grupo e da torcida sair com essa vitória”, disse o ponteiro Murilo.

“Começamos mal, mas jogamos o jogo como tem que ser após o terceiro set, com volume e boas sequência de saque. Lutamos até o final. Estamos evoluindo, nos conhecendo e o grande objetivo segue sendo a Superliga. Vamos continuar trabalhando para melhorar”, comentou o ponteiro Diogo.

O Sesi-SP enfrenta a Funvic/Taubaté na decisão do Campeonato Paulista – Divisão Especial. A primeira partida ocorre na próxima terça-feira, às 21h30min, no ginásio da Vila Leopoldina, enquanto o segundo jogo será na sexta-feira, dia 21, às 19h, no ginásio Abaeté.

Equipes:

Sesi-SP: Bruninho, Murilo, Fábio, Aracaju, Lucão, Theo e Serginho (líbero)
entraram: Alan, Rafa e Vaccari
técnico: Marcos Pacheco

Brasil Kirin:
Rodriguinho, Rivaldo, Diogo, Ygor Ceará, Vini, Maurício Souza e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Baiano, Jotinha, Temponi e Matheus
técnico: Horacio Dileo

foto: Brasil Kirin/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário