sexta-feira, 21 de outubro de 2016

(Mundial de Clubes) Sada/Cruzeiro vence Zenit Kazan e fica em 1º no Grupo A

O atual campeão Mundial e o vice travaram uma verdadeira batalha no ginásio Divino Braga, em Betim. E o Sada/Cruzeiro levou a melhor, vencendo o russo Zenit Kazan por 3 sets a 1, parciais de 25/20, 20/25, 26/24 e 25/20. Com o resultado, o time celeste garantiu o primeiro lugar do Grupo A do Mundial de Clubes e espera agora o adversário das semifinais.

Como era esperado, a partida começou com bastante equilíbrio, com o empate em 4 a 4. Com Simón pelo meio, o Sada/Cruzeiro colocou um de vantagem: 9 a 8. O time mineiro aumentou a vantagem para cinco pontos em 15 a 10 no ponto de saque de William. A partir deste momento, os cruzeirenses passaram a pontuar mais e, com Evandro, chegaram a 18 a 13. O Zenit Kazan reduziu a diferença no marcador para 22 a 19 em ponto de bloqueio. No final, melhor para o Sada Cruzeiro: 25 a 20.

Em vantagem no placar, o time mineiro abriu o placar do segundo set. Porém, o Zenti Kazan virou o placar e chegou a 4 a 1. O time russo ainda fez 7 a 2. O Sada/Cruzeiro aproximou no placar em 10 a 8, mas o adversário voltou a abrir em 15 a 11. Explorando o bloqueio brasileiro, o Zenit Kazan fez 19 a 13. Neste momento, o Sada pediu tempo. Com Leal, a equipe cruzeirense reduziu a desvantagem para 21/18. Mas, o Zenit Kazan devolveu o placar e fechou em 25 a 20.

O terceiro set começou equilibrada, empatado em 2 a 2, mas o time russo passou a pontuar mais e, quando abriu 7 a 3, Marcelo Mendez parou o jogo. O Sada Cruzeiro encostou no placar em 9 a 8 com ponto de Rodriguinho. Com Leal pelo fundo meio a equipe mineira deixou tudo igual (15 a 15). O grupo russo, no entanto, voltou a abrir (18 a 15), forçando pedido de tempo do Sada. Mais uma vez o Cruzeiro chegou ao empate, desta vez em 18 a 18. A reta final do set seguiu com equilíbrio (21 a 21 e 23 a 23). E o Sada fechou em 26 a 24.

A quarta parcial começou com grande equilíbrio, empatada até 8 a 8. No bloqueio, o Sada/Cruzeiro abriu dois em 11 a 9. Com leal, o time mineiro abriu três de vantagem: 17 a 14. Os cruzeirenses mantiveram o bom ritmo no set e chegaram a 22 a 19. Neste momento, o ponteiro Léozinho entrou no saque e, com boa passagem, ajudou o Sada/Cruzeiro a fazer 24 a 19. Na bola de segunda de William, 25 a 20.

“O nível do time da Rússia é muito alto. Para mim foi uma pressão enorme. Até hoje foi o jogo de maior nível da minha carreira inteira. Com esse resultado e a primeira posição na classificação, isso dá uma certa moral para nosso time chegar nesse semifinal com tudo”, avaliou o também ponteiro Rodriguinho.

“É importante medir forças cara a cara. Ver o vídeo é muito importante, mas sentir o jogo é diferente. Esse jogo de fase classificatória é importante que isso aconteça, ver o que eles jogam e ter material para estudar a equipe deles em um possível confronto. Eu fiquei satisfeito com a apresentação do nosso time. Jogamos tranquilos, porque a gente já estava classificado, e usamos essa tranquilidade para buscar a vitória, cientes do que a gente tinha a oferecer e fazer dentro de quadra. É um passo de cada vez, com muita atenção. Agora é pensar na semifinal, que vai ser difícil de qualquer maneira, independente do adversário”, disse Serginho.

No primeiro jogo do dia o Taichung Bank bateu o egípcio Tala’ea El-Geish por 3 sets a 1, com 23/25, 25/20, 25/14 e 25/23. Já pelo Grupo B, o italiano Trentino Diatec passou argentino Personal Bolívar por 3 sets a 1, parciais de 25/18, 23/25, 25/17 e 25/19. Nesta sexta-feira, às 15h, o Bolívar encara o Minas Tênis Clube (sem chance de classificação), às 17h30min, o Zenit Kazan pega o Taichung Bank, enquanto às 20h, UPCN e Trentino fecham a fase classificatória.

Os dois melhores de cada grupo seguem para a disputa das semifinais de sábado em cruzamento olímpico, com jogos às 15h e às 18h (neste horário joga o anfitrião Sada/Cruzeiro). A decisão está marcada para o domingo, às 16h15min.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: William, Evandro, Rodriguinho, Leal, Isac, Simon e Serginho (líbero)
entraram: Fernando Cachopa, Renan e Leozinho
técnico: Marcelo Mendez

Zenit Kazan: Butko, Mikhaylov, Anderson, Leon, Ashchev, Volvich e Salparov (líbero)
entraram: Sivozhelez, Kobzar e Gutsalyuk
técnico: Vladimir Alekno

foto: FIVB/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário