sábado, 8 de outubro de 2016

(Mineiro) Sada/Cruzeiro supera Minas Tênis Clube e fica com o hepta

Em busca do sétimo título Estadual seguido, o Sada/Cruzeiro carregava o peso do favoritismo, no ginásio do Riacho, em Contagem e mostrando a sua força venceu o Minas Tênis Clube por 3 sets a 0, parciais de 25/19, 25/18 e 25/20, conquistando o título do Campeonato Mineiro 2016. A vitória celeste reforça a supremacia da equipe (criada em 2006), que já levou pra casa oito títulos, com o troféu conquistado em 2008, em Betim, e todas as edições da competição em sequência, a partir de 2010.

Mesmo com o ginásio Riachão lotado, o Minas Tênis Clube conseguiu fazer um bom primeiro set. Os visitantes equilibraram bem o jogo, e chegaram a ficar à frente no placar. No entanto, nos momentos decisivos, o Sada/Cruzeiro reverteu a situação, com destaque para o central Simon (maior pontuador da partida) e venceram por 25 a 19.

No segundo set, o Minas Tênis Clube não conseguiu manter a mesma pegada em quadra e o Sada/Cruzeiro se aproveitou para impor seu ritmo. Com boa distribuição de William, que fez o time todo jogar, sendo que Leal e Evandro fizeram 12 pontos cada em todo o duelo, os donos da casa até sofreram certa resistência após a entrada do oposto Abouba, mas no final tiveram tranquilidade para fechar em 25 a 18.

Na terceira parcial, o Sada/Cruzeiro continuou com suas pancadas no saque e com um bom aproveitamento no ataque, mas em certos momentos, o bloqueio do Minas Tênis Clube funcionou e conseguiu equilibrar o jogo. Neste momento foi a defesa celeste quem apareceu muito bem e impediu qualquer reação dos visitantes. No final, vitória dos comandados de Marcelo Mendez por 25 a 20.

“É o que sempre falo, esse time tem comprometimento! A vida do atleta é assim, temos que entrar para ganhar sempre, é nossa profissão, nosso ganha pão. E o time é comprometido, independente do campeonato que estamos disputando. A gente joga pra ganhar, sempre. É um time que investe, que acredita no vôlei no Brasil. Hoje são poucos no país que têm essa possibilidade de ter um time de alto nível de investimento. Então temos que corresponder ao nível de investimento que temos, da cobrança e a estrutura que nos dão. E por isso que a gente se doa demais. Temos uma boa estrutura, uma boa equipe, acho que esse é o segredo”, afirmou o levantador William.

“Chegamos onde poderíamos chegar. Foi difícil chegar na final. Jogamos na terça-feira, viajamos na quarta, e jogamos hoje (sexta). Isso foi muito desgastante para o time. Ainda não chegamos onde a gente pode. Estamos trabalhando para chegarmos melhor no Mundial sem prejudicar a integridade física dos atletas. Este é o nosso objetivo. Hoje, nós jogamos contra o melhor time do mundo, é difícil ganhar deles aqui dentro. Além disso, sentimos a falta do Bisset, que está se recuperando, e do Flávio, que foi impedido de jogar. Agora, é foco no Mundial”, disse o técnico Nery Tambeiro.

Os dois times agora concentram todas as suas atenções na preparação para o Mundial de Clubes, que começa no dia 18 de outubro, em Betim, com oito equipes na disputa pelo título. O Minas Tênis Clube estreia contra os argentinos da UPCN, às 17h30min, enquanto, às 20h30min, o Sada/Cruzeiro pega Taichung Bank, de China Tapei.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: William, Evandro, Filipe, Leal, Isac, Simon e Serginho (líbero)
entrou: Rodriguinho
técnico: Marcelo Mendez.

Minas Tênis Clube: Gelinski, Samuel, Mão, Willian, Petrus, Bruno e Rogerinho (líbero)
entraram: Eduardo, Vanoli, Abouba e Gabriel
técnico: Nery Tambeiro

foto: Orlando Bento/Minas Tênis Clube

Nenhum comentário:

Postar um comentário