domingo, 2 de outubro de 2016

(Gaúcho) No tie-break, Voleisul/Paquetá Esportes supera Bento Vôlei

No segundo jogo do Campeonato Gaúcho, a Voleisul/Paquetá Esportes derrotou o Bento Vôlei por 3 sets a 2, parciais de 27/29, 25/17, 25/23, 21/25 e 15/13, no ginásio da Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo. Com o resultado, a equipe comandada por Reinaldo Bacilieri soma dois pontos e o time da Serra com um, sendo que a liderança da competição é do Lebes/Gedore/Canoas.

O primeiro set iniciou com o Voleisul/Paquetá Esportes sacando bem e quebrando a recepção dos visitantes. Com boa distribuição do levantador Rodrigo Rivoli, o Bento Vôlei se recuperou e igualou a situação. A partida acabou sendo bem disputada, com as equipes disputando muitas jogadas, porém errando demais, principalmente no passe ou nos contra-ataques. Edinho era a referência no ataque dos donos da casa, porém os erros seguiam de todos os lados: 16 a 16. No final, muito equilíbrio, onde o time de Novo Hamburgo abriu: 22 a 20, mas logo os visitantes deixaram tudo igual: 24 a 24. As equipes brigaram ponto a ponto, até bloqueio do time da Serra, que fechou em 27 a 29.

Incomodada com a derrota na parcial anterior, a Voleisul/Paquetá Esportes entrou com tudo no segundo set e forte no bloqueio colocou 4 a 0 no placar. Com bom trabalho no ataque, o time da casa conseguiu abrir boa vantagem, deixando o adversário sem reação: 18 a 13. O Bento Vôlei tinha dificuldades de virar as bolas, já que o passe não chegava na mão do levantador Rodrigo Rivoli. No final, com tranquilidade os donos da casa fecharam a parcial em 25 a 17.

O terceiro set iniciou equilibrado e com uma linda bola de segunda do levantador Ítalo, o Voleisul/Paquetá Esportes fez 5 a 4 no placar. A vantagem aumentou após alguns erros dos visitantes: 8 a 6 e com Edinho sendo acionado e dois bloqueios seguidos de Aureliano: 15 a 9. Nem a boa sequência de Clinty no saque ajudou o Bento Vôlei a reagir e em nova bola de segunda de Ítalo o placar marcava 17 a 11. Os visitantes conseguiram encostar no placar: 20 a 16, porém o time de Novo Hamburgo seguia com boa vantagem: 22 a 19. No final, a equipe da Serra encostou: 23 a 22, porém no saque errado, o time da casa fez 25 a 23.

A quarta parcial era tudo ou nada para o Bento Vôlei, porém os donos da casa não queriam saber de deixar o adversário reagir na partida. Após um bloqueio de Clinty, os visitantes fizeram 3 a 4 e numa boa para fora de Edinho o placar era 4 a 6. Entretanto, o duelo era equilibrado, tanto que ficou tudo igual: 8 a 8. No bloqueio de Aureliano, o Voleisul/Paquetá Esportes fez 10 a 8, mas logo o time da Serra igualou o marcador: 10 a 10 e na sequência abriu 12 a 14. Após boa sequência de Rivoli no saque, os visitantes abriram 14 a 17. Com muita vibração e aproveitando os contra-ataques, o Bento Vôlei foi abrindo: 15 a 21. No final, os comandados de Carlão Mantovanelli tiveram tranquilidade para fechar em 21 a 25 após bloqueio de Rivoli.

O tie-break iniciou com um bloqueio do Bento Vôlei, mas com as equipes trocando pontos. O duelo era equilibrado, mas com muitos erros de ambos em quadra, principalmente no saque: 6 a 6, sendo que o Voleisul/Paquetá Esportes conseguiu abrir dois pontos na virada de quadra: 8 a 6, mas essa vantagem durou pouco e logo os visitantes fizeram 9 a 9. Com uma arbitragem confusão, o jogo chegou aos seus momentos decisivos e os donos da casa voltaram a abrir uma diferença: 12 a 9. Entretanto, o time da Serra vendia caro a derrota e encostou no placar: 12 a 11. No final, muita disputa e para alegria da pequena torcida presente no local, vitória da Voleisul por 15 a 13.

“Considerando agora, após a partida, nós dominamos o jogo em grande parte dele, especialmente no primeiro set, apesar do equilíbrio, que aconteceu em função do nosso pouco ímpeto na defesa, onde bolas fáceis caindo o tempo inteiro. E o nosso side out demorando a rodada, e na verdade carregamos o time deles na condição de vencerem o set. Nos outros dois, dominamos de novo, dentro daquilo que esperávamos e o quatro set diminuímos o nível de concentração e deixamos eles jogarem. A partida foi para o tie-break muito mais em função das nossas oscilações do que uma situação efetiva do Bento Vôlei, claro não menosprezando a qualidade do adversário, mas poderíamos ter feito um jogo mais consistente”, analisou o técnico Reinaldo Bacilieri.

“É um momento de superação da equipe. Estamos tentando ajustar o time em um período curto de tempo, só que o campeonato tem quatro jogos. A palavra aqui dentro é superação, a equipe aos poucos está crescendo e espero que nessa próxima sequência a gente consiga os resultados que precisamos”, afirmou o técnico Carlão Mantovanelli.

“A gente vem vindo numa crescente, trabalhando cada dia mais forte, apesar de um tempo mais curto comparado a Voleisul e Canoas. Isso não é desculpa, mas conta um pouco para o entrosamento, já que alguns atletas chegaram a menos de uma semana. Agora é cabeça no lugar, a derrota dói, mas temos condições de ganhar do Voleisul em casa e do Canoas depois. Não tem nada perdido”, disse o líbero Daniel. 

Equipes:

Voleisul/Paquetá Esportes: Ítalo, Edinho, Bosko, Bruno, Aureliano, Nicolas e Aldren (líbero)
entraram: Vini e Bernardo Roese
técnico: Reinaldo Bacilieri

Bento Vôlei: Rivoli, Pedro Azenha; Zé Ricardo, Douglas; Deivid, Luan e Daniel (líbero)
entraram: Clinty, Daniel Brasília e Dante
técnico: Carlão Mantovanelli

foto: ​Alisson Coelho/​DOC Conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário