terça-feira, 27 de setembro de 2016

Acordo com governo gaúcho deixa Bento Vôlei perto da Superliga 2016/2017

Uma verdadeira força tarefa foi montada para fazer o Bento Vôlei disputar a Superliga 2016/2017, que tem previsão para iniciar no final de outubro. Desde que o governo do Rio Grande do Sul suspendeu os repasses do pró-esporte, o clube vinha encontrando dificuldades para fechar seu orçamento visando a principal competição nacional. Na última segunda-feira, uma reunião deixou alinhavado um acordo.

A diretoria do Bento Vôlei, juntamente com integrantes da Confederação Brasileira de Vôlei, da Federação Gaúcha de Vôlei, do Poder Público Municipal de Bento Gonçalves e do Legislativo Estadual realizaram um encontro com membros do Governo do Estado para buscar ajustes ao novo edital (lançado na última semana) do Pró-Esporte. Para se ter uma ideia, sem recursos desse projeto o time teria um déficit mensal de aproximadamente R$ 80 mil.

O Estado reabriu o edital suspenso devido a irregulares que não envolviam o Bento Vôlei, porém apenas a partir do próximo dia 15 de dezembro. Como a equipe da Serra estreia no Campeonato Gaúcho ainda em setembro e na Superliga em outubro, os empenhos financeiros realizados até a data do edital não poderiam ser custeados pelo Pró-Esporte. Para se ter uma ideia, o clube já captou as empresas e depende apenas da retomada do projeto para iniciar o recebimento de patrocínios.

“Esta reunião representa uma importante sensibilização de todas as esferas – da federação, da confederação, do prefeito de Bento e do legislativo estadual. O poder público municipal de Bento Gonçalves argumentou junto ao Estado sobre a importância do Bento Vôlei para a comunidade e o transtorno que a saída da Superliga causaria. Houve o entendimento Executivo Estadual sobre o real motivo do encontro. Saímos satisfeitos pela convergência de forças e a expectativa de uma possível solução. Aguardamos pelos próximos dias um resultado positivo fruto da reunião”, explicou o presidente do Bento Vôlei, Marcos Paulo Machado.

“O Bento Vôlei é muito importante para o vôlei brasileiro. Seria muito negativo não participar da Superliga. É um grande player, que gera grandes paixões e públicos em seus jogos”, afirmou Ricardo Trade, CEO da Confederação Brasileira de Vôlei.

“O encontro de hoje foi um somatório de esforços em prol do vôlei gaúcho. O Governo do Estado entendeu a relevância do projeto. O Bento Vôlei, além do time principal, tem vários projetos envolvidos, entre eles o atendimento a 800 crianças em projetos sociais”, disse o presidente da Federação Gaúcha de Vôlei, Carlos Cimino.

foto: Bento Vôlei/Divulgação

Um comentário:

  1. Em um estado onde o Banrisul aplica milhões em patrocínio para a dupla grenal seria perfeitamente possível e de muito bom tom aplicar o nosso dinheiro também nas equipes de vôlei do estado como Vôlei Canoas e VoleiSul.

    ResponderExcluir