quarta-feira, 10 de agosto de 2016

(Jogos Olímpicos) Seleção Brasileira evolui em quadra e passa pelo Canadá

Na segunda partida pela fase de grupos dos Jogos Olímpicos Rio/2010, a Seleção Brasileira derrotou o Canadá por 3 sets a 1, parciais de 24/26, 25/18, 25/22 e 25/18, no ginásio do Maracañazinho. Com o resultado, o time verde e amarelo segue invicto na competição, com seis pontos em dois jogos, ocupando a segunda posição do Grupo A, perdendo apenas em set average para a Itália.

O Canadá abriu o placar da partida. O Brasil passou a frente e, contando com erros dos donos da casa, os canadenses voltaram a assumir o placar em 4 a 3. Com dois pontos seguidos de Maurício Borges, a seleção brasileira deixou tudo igual (5 a 5). No ace de Éder, o Brasil fez 8 a 7. Bem no bloqueio, o time da casa fez 10 a 7 e o Canadá pediu tempo. O placar ainda esteve em 13 a 9. Quando a vantagem brasileira passou a ser de 16 a 11, os canadenses pararam o jogo. Com Lucarelli, o Brasil chegou a 19 a 15. O Canadá reagiu e aproximou em 21 a 19 e, no erro dos donos da casa, mais ainda em 21 a 20. O set seguiu equilibrado e o Canadá virou em 25/24 e fechou em 26 a 24.

A Seleção Brasileira voltou determinada no segundo set e, no bloqueio de Lucão, abriu 4 a 1. Com Lucarelli bem no ataque, o Brasil fez 6 a 2. O Canadá buscou o placar e encostou em 6 a 5. Os donos da casa reagiram e, com bloqueio de Éder, chegaram a 8 a 5. No bloqueio individual de Lucarelli, o Brasil marcou 11 a 7. Lucão foi responsável por fazer 13 a 10. A vantagem caiu em 14 a 12. Maurício Borges bloqueou, o Brasil fez 16 a 12 e o Canadá pediu tempo. A diferença no placar diminuiu novamente (18 a 16). O time da casa reagiu mais uma vez e no ace de Éder chegou a 20 a 16. Lucão marcou 23 a 17 e, com Maurício Borges, o Brasil fechou em 25 a 18.

O terceiro set teve um início com equilíbrio. Com Lucarelli, o Brasil pontuou e deixou tudo igual em 4 a 4. Com outro ponto de saque de Éder, a equipe da casa virou o set: 7 a 6. Depois de boas defesas, a equipe brasileira abriu dois em 9 a 7. Quando a diferença passou a 10 a 7, o Canadá pediu tempo. Os visitantes buscaram e empataram em 12 a 12 e, no ace, viraram a parcial. Na sequência, foi a vez da seleção brasileira virar para 14 a 13. Em uma diagonal curta de Lucarelli, 16 a 15. A vantagem passou a ser de dois (18 a 16), os canadenses empataram em 18 a 18 e o time da casa voltou a pontuar. Com Lucão, fez 21 a 18. No final do set, vitória brasileira: 25 a 22.

O time do Brasil saiu na frente no quarto set e fez 4 a 2. Com ponto de bloqueio, os canadenses empataram em 4 a 4. No bom saque de Wallace, a equipe da casa abriu dois (6 a 4). A diferença aumentou mais um pouco em 8 a 5. Novamente com o oposto, o Brasil marcou 12 a 9. A vantagem verde e amarela passou a ser de seis pontos em 16/10. No erro do adversário, o Brasil chegou a 18 a 11. Com ponto direto de saque de Maurício Borges, 20 a 12. Com o placar confortável, os brasileiros trocaram viradas de bola e, com um bloqueio de Éder, fecharam o set em 25 a 17.

Ainda pela segunda rodada do Grupo A, a Itália venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1, enquanto a França aplicou 3 sets a 0 no México. Já pelo Grupo B, a Argentina surpreendeu a todos ao vencer a Rússia por 3 sets a 1. O Irã fez jogo duro contra a Polônia e perdeu apenas no tie-break para a Polônia. E o Egito ganhou por 3 sets a 0 de Cuba.

Na próxima quinta-feira, às 22h35min, o Brasil volta a quadra para encarar os Estados Unidos, que ainda não venceram nestes Jogos Olímpicos. 

Equipes:

Brasil: Bruninho, Wallace, Lucão, Éder, Lucarelli, Maurício Borges e Serginho (líbero)
entraram: Evandro, William e Lipe
técnico: Bernardinho

Canadá: Sanders, Gavin Schmitt, Perrin, Hoag, Duff, Vigrass e Bann (líbero)
entraram: Verhoeff, Blankenau, Marshall e Vandoorn
técnico: Glenn Hoag

foto: FIVB/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário