quinta-feira, 4 de agosto de 2016

(Jogos Olímpicos) Jogadores que o Brasil precisa ficar de olho na primeira fase

A Seleção Brasileira terá pela frente cinco equipes nesta primeira fase dos Jogos Olímpicos Rio/2016. A estreia será contra o México, no domingo, às 11h35min, no ginásio do Maracanãzinho, adversários que todos consideram o mais fácil do Grupo A. Fizemos uma lista de quatro jogadores dos primeiros rivais que o Brasil precisa ficar de olho.

Gavin Schmitt – O Canadá será o segundo adversário brasileiro, no dia 9, e seu principal jogador é esse oposto. Devido a uma lesão acabou jogando pouco quando foi contratado pela Funvic/Taubaté, mas recuperado ajudou sua seleção a se classificar para os Jogos Olímpicos e é a referência ofensiva da equipe.

Matt Anderson – Ponteiro ou Oposto, tanto faz. O norte-americano, que será adversário do Brasil no dia 11, é considerado um dos melhores atletas da atualidade. Venceu as duas últimas Champions Legue pelo Zenit Kazan, da Rússia, e foi o grande nome dos Estados Unidos na conquista da última Copa do Mundo, em novembro do ano passado.

Juantorena – O cubano naturalizado italiano tem toda a habilidade e o vigor físico tão característicos em jogadores da ilha caribenha. Seu ingresso na Itália, que será adversária do Brasil no dia 13, fez a equipe européia voltar a pensar em pódio, tanto que foi vice-campeã da Copa do Mundo no Japão, garantindo com antecedência a vaga no Rio/2016. Além disso, atletas como Zaytsev cresceram de rendimento.

Earvin Ngapeth – Se existe um nome responsável pela conquista da Liga Mundial de 2015 pela França foi esse ponteiro. Da mesma forma que tem talento em quadra tem uma personalidade forte, mas capaz de levar seu time nas costas. Foi campeão italiano ao lado de Bruninho e Lucão pelo Modena, da Itália, e por estar em quadra coloca a França, adversária do Brasil no dia 15, como uma das favoritas a medalha.

foto: FIVB/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário