terça-feira, 2 de agosto de 2016

A importância do trabalho emocional para encarar os Jogos Olímpicos Rio/2016

Restando poucos dias para a abertura dos Jogos Olímpicos Rio/2016 não faltam apostas sobre quem leva o ouro, quem são os favoritos a subir no pódio e quem chega em no melhor momento. Se existe algo que o técnico Bernardinho sabe fazer muito bem é blindar expectativas, sem deixar os jogadores perderem o foco nos treinamentos e em cada partida.

No momento, existe um trabalho muito importante sendo feito não apenas dentro de quadra, mas com o emocional de cada um dos 12 atletas que foram convocados para os Jogos Olímpicos. O assédio da mídia, a pressão por voltar a ganhar a medalha de ouro após dois vices (Pequim/2008 e Londres/2012) é grande, porém a Seleção Brasileira está blindada.

Críticas sempre vão existir e, em época de Olimpíadas muita gente que não acompanha o esporte resolve dar suas opiniões (às vezes sem ter embasamento algum). Resta aos atletas e a comissão técnica entender ou sublimar tais situações e em uma equipe bastante modificada em relação a Londres 2012 (apenas quatro atletas foram medalha de prata e seguem no grupo: Bruninho, Wallace, Lucão e Serginho) os jogadores experientes serão fundamentais no aspecto psicológico.

foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário