Transmissões e naming rights são pauta em reunião da CBV sobre a Superliga

A Confederação Brasileira de Voleibol apresentou nesta terça-feira o planejamento de marketing da Superliga 2016/2017 aos clubes participantes. A entidade recebeu em sua sede, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, representantes das 12 equipes de cada naipe para anunciar projetos comerciais. Entre as principais novidades estão a negociações pelos naming rights do torneio e a ideia de elevar o número de transmissões. 

No encontro, a CBV confirmou que vai seguir custeando passagem, hospedagem, alimentação, taxas de arbitragem, além de oferecer propriedades publicitárias aos clubes participantes da Superliga. Além disso, foi apresentado o planejamento de transmissão da competição, permitindo que clubes exponham a marca de seus patrocinadores, sendo que a entidade ainda negocia para elevar números dos jogos, tanto ao vivo quanto em VT.

Outra novidade foi a apresentação da empresa CSM, que realiza uma pesquisa com clubes, atletas e profissionais do voleibol para realização de plano estratégico dos próximos quatro anos. Diferente do que ocorre em outras temporadas, a CBV parece interessada em se aproximar dos clubes e saber as opiniões dos mesmos, sendo que a expectativa é de uma Superliga mais atrativa para equipes, jogadores, patrocinadores e parceiros. 

foto: CBV/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sem apoio e problemas de estrutura, Rádio Clube/AVP decide fechar as portas

Com novidades, Apan/Barão/Esferatur/Blumenau só pensa na Superliga B

Representando o Norte e o Amazonas, AA Nilton Lins encara a Taça Prata