sexta-feira, 17 de junho de 2016

(Liga Mundial) Com bom volume de jogo, Brasil passa pela Argentina

A Seleção Brasileira conseguiu, na tarde desta sexta-feira, a segunda vitória na Liga Mundial ao vencer a Argentina por 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/13 e 26/24, na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. Neste sábado, às 23h10min, o Brasil volta à quadra para enfrentar os Estados Unidos, no terceiro e último jogo da etapa. A partida terá transmissão da Globo e do Sportv.

O primeiro set começou bastante equilibrado, com a Argentina em vantagem no 9 a 8. O Brasil buscou e, embalado pela torcida, chegou ao ponto de empate em 10 a 10. O placar seguiu igual em 14 a 14, 15 a 15 e 16 a 16. A partir deste momento, a seleção brasileira impôs seu ritmo e abriu boa vantagem em 20 a 16. No bloqueio simples de Isac, o Brasil fez 21 a 17. Os argentinos reagiram e conseguiram equilibrar novamente em 23 a 21. Mas, no bloqueio de Lucarelli, a equipe da casa fechou em 25 a 21.

O Brasil teve um ponto de diferença em 3 a 2. Logo depois, com grande saque de Lucarelli, o placar foi para 5 a 2 e os argentinos pediram tempo. No bloqueio de Lucão, o time da casa fez 7 a 3. Com Lucarelli, a equipe fez 10 a 5. A diferença no placar se manteve em cinco pontos em 14 a 9. No bloqueio de Douglas, o Brasil fez 16 a 9. Lucão pontuou no ataque, fez 20 a 11 para a equipe da casa, e a Argentina pediu tempo. O placar foi a 24 a 11, o time visitante ainda pontuou três vezes, mas o Brasil fechou em 25 a 13.

O terceiro set foi bastante equilibrado. A Argentina abriu 8 a 6 e o Brasil empatou em 8 a 8. O marcador ficou igual em diversos momentos (9 a 9, 11 a 11, 14 a 14). A seleção da casa conseguiu abrir dois de vantagem em 16 a 14 e, depois de um longo rally e contando com erro do adversário, o Brasil fez 20 a 17. O time dirigido pelo técnico Bernardinho ainda fez 22 a 19, mas os argentinos buscaram e chegaram ao empate em 24 pontos. Com dois pontos seguidos de Lucarelli, a seleção brasileira fechou em 26 a 24.

“A mudança de jogadores (Douglas no lugar de Murilo e Isac no de Maurício Souza) ajuda a colocar todo mundo com ritmo de jogo. Nós ainda temos alguns jogos pela frente, e sabemos que temos muito a evoluir ainda, mas nossos treinos têm sido muito bons, com altíssimo nível e isso é muito bom para todos e acaba refletindo em nosso desempenho em quadra”, disse o ponteiro Lucarelli.

“Está acontecendo tudo muito rápido. Em um ano eu estava disputando um Mundial infantojuvenil, no seguinte fui ao pódio no Pan (de Toronto 2015), e, em seguida, estou aqui com a seleção principal. Achei que não fosse jogar nesta primeira etapa, mas o Bernardinho confiou no meu potencial e está servindo como um grande teste, inclusive com a experiência de ter uma arena inteira gritando o meu nome”, afirmou o também ponteiro Douglas Sousa.

Equipes:

Brasil: Bruninho, Wallace, Lucão, Isac, Lucarelli, Douglas e Serginho (líbero)
entraram: Evandro e William
técnico: Bernardinho

Argentina: De Cecco, Lima, Solé, Ramos, Bruno, Poglajen e González (líbero)
entraram: Martinez, Uriarte, Palacios, Crer e Imhoff
técnico: Julio Velasco

foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário