sexta-feira, 10 de junho de 2016

Descaso com atletas até no revezamento da tocha olímpica

Alguns jornais como Estadão e Lance já escreveram a respeito, mas como jornalista esportivo tenho a obrigação de também falar sobre o descaso do Comitê Olímpico Brasileiro. Desde o início do revezamento da tocha se falou da importância de integração social, de pessoas comuns envolvidas com o evento, porém o COB pode deixar de foram alguns ex-atletas que estiveram representando o país em alguma edição olímpica.

Segundo dados do próprio Comitê Olímpico Brasileiro existem pelo menos 1,5 mil atletas brasileiros vivos e mais de 12 mil pessoas estarão no revezamento da tocha. Seria um absurdo a ausência de algum nome, porém, como informa o Lance, Wlamir Marques, dono de dois bronzes (1960 e 1964) com a seleção de basquete, teve que ouvir da organização que sua participação estava sob análise.

No Brasil, infelizmente, quase tudo não é colocado as claras, como por exemplo, a escolha das pessoas. Não podemos ser ingênuos e sabemos que os patrocinadores do revezamento terão suas vontades atendidas e nada contra a presença de uma Ana Paula (ex-BBB), mas ao meu olhar a prioridade seria dos atletas que fizeram muito pelo país e, muitas vezes, não recebem o mínimo de respeito.

Restando ainda 56 dias para o início dos Jogos Olímpicos Rio/2016 o que se espera é que o COB reveja isso e consiga colocar nas ruas aqueles que tanto fizeram pelo esporte brasileiro. Em tempos de crise financeira, política e econômica, resta a esperança para que alguém com o mínimo de vontade moral possa mudar essa situação.

foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário