quinta-feira, 9 de junho de 2016

Com parceria firmada, Copel Telecom/Maringá busca reforços experientes

Depois de confirmar a parceria com o Voleisul/Paquetá Esportes, a diretoria do Copel Telecom/Maringá trabalha para montar o elenco visando o Campeonato Gaúcho, onde atuará em Novo Hamburgo, e a Superliga 2016/2017, quando retorna ao Paraná. Para o presidente e levantador Ricardinho, o momento é de agradecer o apoio dos patrocinadores e buscar bons nomes para encarar a temporada.

“O meu foco sempre foi a cidade de Maringá, já tive propostas de outras cidades, mas minha prioridade sempre foi aqui. O torcedor de Maringá merece que o projeto continue e se Deus quiser nas próximas temporadas não teremos tantas dificuldades. Meu sonho ainda é colocar essa equipe em uma semifinal ou uma final de Superliga. Fico imaginando como a cidade ficaria em uma decisão como essa. Com certeza vou continuar lutando para que isso um dia aconteça”, disse Ricardinho.

A princípio, o time paranaense terá a mesma verba da temporada passada, no entanto, ainda negocia com algumas empresas para conseguir aumentar o nível da equipe, principalmente para a Superliga, que deve iniciar em novembro. Quanto ao Campeonato Gaúcho, o objetivo é utilizar a competição como uma boa preparação visando o principal torneio nacional.

“Não podemos ter um outro rebaixamento na próxima temporada e a disputa do estadual do Rio Grande do Sul será muito importante para entrarmos na Superliga em alto nível. Nas temporadas anteriores não tínhamos uma preparação intensa antes da competição, então quando começava sentíamos demais o nível” explicou Ricardinho.

Ainda não é oficial, mas alguns nomes já começam a surgir como possíveis reforços do Copel Telecom/Maringá. São eles: o central Felipe, ex-Funvic/Taubaté, o central Michael, que foi vice-campeão da Superliga 2015/2016 com o Brasil Kirin, e os ponteiros Renato Hermely, que disputou a Superliga pelo JF Vôlei e estava na Indonésia, e Renato Russomano, que passou pelo clube de 2013 a 2015 e atuava no Power Volley Milano, da Itália. Além deles, os centrais Mudo e Ualas devem renovar seus contratos.

foto: Copel Telecom/Maringá/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário