domingo, 22 de maio de 2016

Com Vittorio Medioli como presidente, ACV busca fortalecimento dos clubes

Na última terça-feira, na sede da Confederação Brasileira de Vôlei, ocorreu uma reunião para eleger a nova diretoria da Associação de Clubes de Vôlei. Com Vittorio Medioli, do Sada/Cruzeiro, como presidente, a ACV tenta aumentar sua presença junto a CBV e fortalecer as equipes neste momento difícil da economia nacional.

Nesta nova fase, o intuito da Associação de Clubes de Vôlei é de estruturar uma representatividade diante das entidades gestoras do voleibol e buscar parceiros que possam apoiar as equipes vinculadas. Além disso, a intenção é buscar a aprovação de projetos de Lei de Incentivo para os mesmos e apresentar de forma organizada algumas propostas a CBV.

A diretoria executiva da ACV tem ainda Ricardo Navajas (Taubaté), como primeiro vice; Carmem Panza (Maringá), como segundo vice e Andrey Souza (Montes Claros) como Secretário-Tesoureiro. Já o conselho fiscal terá Rafael Dentinho (Bento Vôlei) como presidente, Tiago Petter (Voleisul) e Gustavo Endres (Canoas) como membros, além de Fernando Basílio (São José) como suplente.

Já no primeiro contato com a CBV pensando na temporada 2016/2017 foi discutida a possibilidade dos playoffs da Superliga ocorrerem em melhor de cinco jogos. Além disso, se falou de se estender a competição até maio, sendo que hoje o principal torneio do país inicia em novembro e vai até abril.

foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário