sábado, 2 de abril de 2016

(Superliga) Brasil Kirin vence Funvic/Taubaté e força terceiro jogo da semi

Tudo igual na série semifinal da Superliga 2015/2016 entre Funvic/Taubaté e Brasil Kirin. Depois de ser superada no primeiro jogo, a equipe de Campinas deu o troco e venceu por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 25/20, 21/25 e 25/14, no ginásio do Taquaral. Com isso, a serie melhor de três está empatada em 1 a 1 e a decisão da vaga na final ocorre na próxima terça-feira, às 19h, no ginásio Abaeté.

O Funvic/Taubaté abriu o jogo com o oposto Sanchez. A equipe visitante ainda abriu 3 a 0 com Otávio no saque. Contando com erros do adversário, o Brasil Kirin encostou em 5 a 4. Com Lipe, o time de Taubaté fez 9 a 6. O Brasil Kirin buscou e, com Wallace, chegou ao empate (9 a 9). O time da casa virou novamente com Wallace, desta vez no bloqueio: 10 a 9. O Funvic/Taubaté voltou a estar na frente em 12 a 11. O jogo seguiu equilibrado (15 a 15). No bloqueio de Maurício, o time da casa abriu dois pontos: 18 a 16. No erro do adversário, o Brasil Kirin chegou a 22 a 19. Os donos da casa seguiram bem e fecharam o primeiro set em 25 a 22.

O Brasil Kirin começou bem também no segundo set e abriu 2 a 0. Com Wallace bem no jogo, o time da casa chegou a 4 a 1. No primeiro tempo técnico, a vantagem do time da casa era de quatro pontos (8 a 4). O placar ainda foi a 11/6 e, contando com erros do adversário, o time campineiro ainda chegou a 14 a 7. Quando o Brasil Kirin fez 16 a 9, o técnico Cezar Douglas pediu tempo. No bloqueio de Maurício, o time da casa chegou a 19 a 13. O Funvic/Taubaté diminuiu a diferença (19 a 15) e Stanzioni pediu tempo. Mas, o Brasil Kirin voltou a pontuar bem e fechou em 25 a 20.

O terceiro set começou com equilíbrio no empate em 3 a 3. No bom saque de Luizinho, o Brasil Kirin fez 6/5. Com Maurício pelo meio de rede, o time campineiro marcou 11 a 9. O Brasil Kirin abriu ainda mais (1 a 9), e, no bloqueio de Otávio, o Funvic/Taubaté reduziu um ponto. No bom saque de Sanchez, o placar foi para 14 a 12 e, no bloqueio de Otávio e Lucarelli, 14 a 13. No ace de Lucarelli, o time de Taubaté chegou ao empate (15 a 15). O Funvic/Taubaté assumiu o comando do placar em 20 a 19. No bloqueio de Otávio, 24 a21. E, com Lucarelli, o time de Taubaté fez 25 a 21.

O empate em 5 a 5 demonstrou o equilíbrio no começo do quarto set. Com o romeno Olteanu, o Brasil Kirin marcou 11 a 9. Desta vez com Lucas Lóh, o time da casa colocou cinco pontos de vantagem (15 a 10). A equipe campineira seguiu melhor em quadra e, no ace de Luizinho, fez 18 a 11. Ainda com Luizinho no saque, tento grande aproveitamento, o Brasil Kirin marcou 20 a 11. Os donos da casa mantiveram o bom ritmo e fecharam em 25 a 14.

“O nosso time teve muita agressividade e hoje e foi merecedor dessa vitória. Foi um resultado conquistado desde o primeiro set e merecemos disputar essa terceira partida. Temos um grupo forte e todos querem muito disputar essa final. Na terça vamos fazer o nosso melhor em Taubaté para conseguir dar esse passo a mais para o projeto e para a carreira de cada um”, disse o líbero Tiago Brendle. 

“Fizemos um grande jogo. Tivemos uma mudança de atitude, pressionamos e fomos coroados com a vitória. É um resultado que nos dá moral, mas ainda tem o terceiro jogo, que vai ser tão difícil quanto este. Agora é hora de descansar, estudar ainda mais e ir para lá com o mesmo espírito que entramos aqui hoje”, comentou o técnico Alexandre Stanzioni. 

“Abusamos um pouco do erro. Sabíamos que eles viriam com agressividade e nós não suportamos isso muito bem. Temos que diminuir os nosso erros e temos que conversar mais dentro de quadra. Agora é preciso descansar um pouco porque sabemos que, em casa, temos muita chance”, concluiu o ponteiro Lucarelli.

Equipes:

Brasil Kirin: Gonzalez, Wallace, Luizinho, Maurício, Olteanu, Piá e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Lucas Lóh, Michael e Jotinha
técnico: Alexandre Stanzioni

Funvic/Taubaté: Raphael, Sanchez, Otávio, Deivid, Lipe, Lucarelli e Felipe (líbero)
entraram: Japa, Léozão, Pedro e Ricardo
técnico: Cezar Douglas

foto: Bruno Miani/Inovafoto/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário