sexta-feira, 15 de abril de 2016

Nova equipe carioca pode iniciar projeto na Superliga B

O Serviço Social do Comércio (Sesc) pretende investir pesado na criação de uma equipe para a próxima temporada. Entretanto, com dificuldades para ingressar na elite nacional, se especula que no primeiro momento o time teria um orçamento mais modesto para encarar a Superliga B. Giovane Gávio, que hoje está a serviço dos Jogos Olímpicos Rio/2016, seria o treinador da equipe carioca.

A possibilidade do Sesc investir no time de Juiz de Fora ou de Castro é zero, ainda mais que instituições como Sesi, Sesc, Senai, Senac precisam investir em seu próprio CPNJ, sem associação com outro, ou seja, não teria como ser um mero patrocinador. Nos bastidores, a Confederação Brasileira de Vôlei garante que não abrirá uma vaga nova para a equipe carioca e em caso de desistência de algum time da elite, o lugar seria preenchido por quem ficou em 2º lugar na seletiva, caso do Copel Telecom/Maringá,

Sem vaga na Superliga 2016/2017, o Sesc parou de sondar jogadores com quem pensava em montar um forte elenco, casos do levantador Bruninho e do central Lucão, que acabaram fechando com o Sesi-SP. A tendência, que é a equipe carioca comece a se movimentar no mercado após os Jogos Olímpicos, quando o mercado de transferências já tenha se acalmado e a briga por atletas fique entre equipes com orçamentos medianos e pequenos.

foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário