sexta-feira, 29 de abril de 2016

Com 15 dos 18 convocados, Bernardinho trabalha forte em Saquarema

A Seleção Brasileira já está quase completa no Centro de Desenvolvimento de Voleibol, em Saquarema. Dos 18 nomes anunciados pelo técnico Bernardinho na convocação, 15 já estão em treinamento de olho na Liga Mundial, que neste ano será de 16 de junho a 17 de julho, e nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que serão disputados no mês de agosto.

O primeiro compromisso da equipe verde e amarela em 2016 é a Liga Mundial, que será de extrema importância na preparação final para os Jogos Olímpicos, mas a principal competição do calendário esportivo é a que gera o maior número de comentários. Um dos principais nomes da seleção brasileira, o ponteiro Lucarelli esteve na edição passada, em Londres, mas, na época, ainda como observador.

“Vivi uma experiência muito valiosa, do lado de fora, podendo observar e aprender o máximo que pudesse. Eu tinha 20 anos, era muito novo, e tudo aquilo criou uma expectativa muito grande para essa edição dos Jogos Olímpicos. Agora, vou fazer de tudo para estar no grupo que vai, de fato, disputar a competição”, afirmou Lucarelli, que foi o 13º atleta do grupo.

“O grupo está treinando com muito foco, dedicação e estou aprendendo muito com tudo isso. Estamos determinados e sei que esse grupo ainda tem muitos frutos a colher esse ano”, completou o jogador da Funvic/Taubaté, que tem tudo para ser titular de Bernardinho nas duas competições.

Já com 15 jogadores à disposição, o técnico Bernardinho, garante que o grupo que estará representando o Brasil nos Jogos Olímpicos não deverá ter nenhuma alteração em relação aos que já foram convocados, com exceção em caso necessidade por problemas físicos. Vale lembrar que alguns jogadores, mesmo que longe de Saquarema fica estão de sobreaviso, casos de Leandro Vissotto, Maurício Borges e Dante.

“Os 12 que vão estar nos Jogos não vão fugir muito disso que temos aqui hoje. Dificilmente, teremos nomes fora desse universo que já foi chamado”, disse Bernardinho, que também falou sobre alguns dos adversários que terá neste ano olímpico.

“Algumas equipes conseguiram êxito em 2015 e chegam com o nível de confiança lá em cima, mas, obviamente, tudo começa do zero. Espero que alguns adversários cheguem empolgados porque isso gera uma responsabilidade maior da parte deles e, assim, nosso time pode entrar em quadra com um pouco mais de tranquilidade”, explicou o treinador.

foto: CBV/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário