terça-feira, 26 de abril de 2016

Alexandre Stanzioni não é mais o treinador do Brasil Kirin

Em meio a muita movimentação no mercado de jogadores, a grande surpresa ficou por conta da saída de Alexandre Stanzioni do comando técnico do Brasil Kirin. Com a justificativa de redirecionamento do projeto, a diretoria do clube de Campinas resolveu não renovar os contratos de toda comissão técnica, incluindo o assistente Pedro Uehara e o preparador físico Ronaldo Finotti.

Alexandre Stanzioni chegou ao Brasil Kirin em abril de 2014, depois de passar um bom período trabalhando no São Bernardo. Na Superliga pelo time de Campinas acabou caindo nas quartas de final ao perder para o Minas Tênis Clube, porém na última edição conquistou o inédito vice-campeonato, perdendo apenas na decisão para o favorito Sada/Cruzeiro, após realizar três jogos sensacionais contra a Funvic/Taubaté na semifinal.

“Não chegou a ser uma decisão em conjunto, mas que fique claro que respeito a decisão. Provavelmente, em função do que pode acontecer no futuro, chegaríamos ao mesmo final, apenas fiquei chateado com a forma que este ciclo se encerrou. Um trabalho como este não deveria, na minha visão, terminar de forma unilateral e subjetiva, sem uma boa avaliação de todos, sem se levar em consideração os resultados práticos alcançados e superados, as alterações e inclusões de propostas de trabalho que comprovadamente surtiram resultados direto na nossa performance”, declarou Alexandre Stanzioni, em uma rede social.

No Brasil Kirin, o momento é de analisar o orçamento para a temporada 2016/2017, sendo que dispensas e contratações devem ser anunciadas nos próximos dias. Entretanto, alguns jogadores que se destacaram já estão dando adeus ao clube, caso do ponteiro Lucas Lóh, que assinou com a Funvic/Taubaté. Além dele, o central Maurício Souza deve ir para o voleibol italiano.

foto: Célio Messias/Inovafoto/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário