segunda-feira, 14 de março de 2016

(Superliga) Sesi-SP leva a melhor sobre Montes Claros e abre 1 a 0 na serie

Pela primeira partida das quartas de final da Superliga 2015/2016, o Sesi-SP derrotou o Montes Claros por 3 sets a 1, parciais de 25/17, 28/30, 25/22 e 25/16, no ginásio da Vila Leopoldina. Com o resultado, o time paulistano abriu 1 a 0 na serie melhor de três partidas, e se vencer no próximo sábado, às 14h, no ginásio Tancredo Neves, fica com a vaga na semifinal. Os mineiros precisam ganhar em casa para forçar um terceiro duelo na capital paulista.

A partida iniciou com o Sesi-SP forçando o saque e chegando a primeira parada técnica na frente: 8 a 6. Os donos da casa tinham controle das ações, principalmente no ataque e fizeram 16 a 12 na segunda parada técnica. Seguindo bem no saque, os comandados de Marcos Pacheco continuavam bem em quadra, abrindo 21 a 14 e tendo tranquilidade para fechar o primeiro set em 25 a 17.

O segundo set foi mais equilibrado desde o começo, com Montes Claros conseguindo um ponto de diferença na primeira parada técnica: 7 a 8. Com destaque para o ponteiro Bob, os visitantes se mantinham na frente do placar no segundo tempo obrigatório: 15 a 16. Essa vantagem mínima ia se revezando entre as equipes, com o Sesi-SP fazendo 21 a 20. Na reta final, muita disputa e emoção, que terminou com vitória do Pequi Atômico por 28 a 30.

Com 1 a 1 em sets, o Sesi-SP resolveu não dar chance para o azar e logo fez 8 a 6 na primeira parada técnica do terceiro set. Com grande atuação do ponteiro Douglas Sousa, os donos da casa abriram vantagem de 16 a 12 na segunda parada obrigatório. A equipe paulistana, que contava com o central Riad em quadra, melhorou no bloqueio e foi mantendo a liderança: 21 a 17. No final, o Montes Claros chegou a reagir, mas não o suficiente e o Sesi-SP fechou em 25 a 22.

O quarto set foi o mais tranqüilo de todos para o Sesi-SP. Mesmo com o equilíbrio inicial, os donos da casa fizeram 8 a 6 na primeira parada técnica. Com Murilo, Theo e Douglas Sousa bastante acionados, a equipe paulista abriu vantagem de 16 a 13 na segunda parada obrigatória. O Montes Claros tinha dificuldades para reagir, sendo que o oposto André Nascimento era bem marcado: 21 a 15. No final, os comandados de Marcos Pacheco fecharam em 25 a 16.

“Fico muito feliz por ter ganho o Troféu VivaVôlei e o jogo. Nossa defesa funcionou muito bem, assim como o nosso saque, e foram esses fundamentos que nos ajudaram no placar. A vitória dentro de casa é fundamental para dar um gás para a próxima partida. Jogar em Montes Claros com a torcida deles é bem difícil, então temos que ir bem concentrados”, afirmou o ponteiro Douglas.

“Não jogamos o nosso melhor e sabemos que podemos melhorar. Agora é esfriar a cabeça, treinar forte e ir com tudo para a partida decisiva do próximo sábado”, disse o central Maicon.

Equipes:

Sesi-SP: Thiaguinho, Théo, Douglas, Murilo, Aracajú, Gustavão e Serginho (líbero)
entraram: Vinhedo, Rafael, Johan e Riad
técnico: Marcos Pacheco

Montes Claros: Rodrigo, André Nascimento, Dvoranen, Kadu, Salsa, Maicon e Kachel (Líbero)
entraram: Gian, Juninho, Jamelão, Índio e Renan Purificação
técnico: Talmo Oliveira

foto: Biratan Aricó Jr/ Sesi-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário